O difícil caminho das privatizações

Lobby de grupos de interesse, entraves jurídicos e burocracia atravancam o processo de venda de estatais; meta do governo é privatizar mais 16 empresas

Salim Mattar concedeu a seguinte entrevista à Revista Oeste - Foto: Reprodução
Diz-se que a vida é feita de momentos decisivos. Para o secretário Especial de Desestatização, Desinvestimento e Mercados, Salim Mattar, um desses momentos ocorreu justamente na infância, quando ele revelou ao pai que gostaria de ser pianista. Em vez de apoio, Mattar recebeu uma reprimenda e um conselho. Seu pai lhe disse: “Esqueça o piano, empreenda e, com o dinheiro de seu suor, compre os melhores discos e as melhores vitrolas”. Era a morte do Mattar artista e o nascimento do Mattar homem de negócios.

Mineiro de Oliveira, cidade distante 161 quilômetros de Belo Horizonte, Salim Mattar começou a carreira de empreendedor em 1973, aos 25 anos, com seis Fuscas usados adquiridos a prestação e uma única agência de locação de veículos no centro da capital mineira. Com o tempo e a persistência de Mattar, a Localiza consolidou-se como a maior companhia de aluguel de carros da América do Sul, com quase 600 unidades em seis países e uma frota com aproximadamente 225 mil veículos.

Desde o ano passado, Mattar passou a ter outro desafio: encabeçar um dos mais audaciosos programas de privatização da história brasileira. Na teoria, um cenário alvissareiro: governo assumidamente liberal, equipe técnica de primeira linha e chefe experiente, o ministro Paulo Guedes. Na prática, porém, o arcabouço legal, a burocracia e o lobby intenso de grupos de interesses travam os avanços e contrastam a todo momento a lerdeza do setor público com a agilidade da iniciativa privada. Apesar disso, os primeiros resultados já aparecem: durante o ano passado, a União arrecadou R$ 105,4 bilhões com privatizações e venda de ativos; para 2020, a meta é levantar até R$ 150 bilhões.

Em um ano e meio no comando da secretaria, que avanços o senhor registra no que diz respeito às privatizações?

Nesse um ano e meio tivemos dois grandes eventos no Brasil, a nova Previdência e a pandemia do coronavírus. Sobre a Previdência, todos nós do Ministério da Economia focamos a pauta. Por isso, fomos cuidadosos ao não enviar ao Congresso outras medidas provisórias ou projetos de lei relacionados à transformação do Estado. E agora, quando o país estava começando a decolar, tivemos o coronavírus. Isso interrompeu muita coisa. No momento, o Congresso está com a cabeça voltada para as ações de combate à pandemia. Mas nosso plano continua de pé: privatizar ou extinguir mais dezesseis estatais até 2022, além das dezesseis já extintas ou privatizadas.

Não é uma meta modesta, dado que o governo federal tinha no início do ano passado sob controle majoritário 134 empresas?

É a meta de hoje. Mas o número poderá ser acrescido. Lembremos que as estatais são vinculadas aos ministérios. Portanto, a privatização tem de ser aprovada pelo titular da área. Embora todos os ministros sejam receptivos à ideia, muitos acham que é necessário discutir o timing da medida e não o objeto. Por isso, temos só dezesseis estatais no PPI [Programa de Parcerias de Investimentos] e no BNDES [Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social]. As empresas estão sendo estudadas e avaliadas para venda.

Além da questão do timing, há outros obstáculos?

Temos outro dificultador, o próprio emaranhado jurídico, leis que temos de cumprir para vender as empresas. Existe uma legislação robusta que protege o patrimônio do cidadão, do pagador de impostos. E tem mesmo de existir esse arcabouço legal. Entretanto, as leis protegem tão bem esse patrimônio que é necessário cumprir um processo lento e moroso para vender um ativo quando há necessidade.
Enquanto a iniciativa privada leva 45 dias para vender uma empresa, no governo são dois anos”
Há etapas também a cumprir junto ao Tribunal de Contas da União, ao Ministério Público de Contas e ao Congresso, correto?

Exato. Privatizar é, sim, muito lento devido a todo esse processo. Convencer o ministro a vender, colocar a empresa em um PPI, implementar um conselho de PPI, incluir o BNDES no processo… Aí o BNDES precisa contratar consultoria, corpo jurídico, banco de investimentos… É muito demorado. Enquanto na iniciativa privada levaríamos em torno de 45 dias para vender uma empresa, no governo são dois anos. Por isso a estrutura governamental custa tanto. Por isso há tanta má distribuição de renda no Brasil. O governo é tão pesado que suga o dinheiro da sociedade para se manter.

E quanto ao lobby em favor das estatais?

Há os tradicionais grupos de interesse: funcionários de empresas públicas, fornecedores, políticos das regiões, ministérios, sociedade civil organizada, partidos de oposição, congressistas, entre outros. No caso da venda da Eletrobras, por exemplo, teremos de fazer um projeto de lei específico para reincluir a companhia no PND [Programa Nacional de Desestatização], já que ela foi retirada em governos anteriores [o ex-presidente Michel Temer encaminhou a inclusão da Eletrobras ao Congresso em 2018, mas o Parlamento derrubou o texto]. Para vender a Hemobrás, será necessário uma PEC [Proposta de Emenda Constitucional, dado que a empresa tem por finalidade a exploração direta de atividade econômica, com base no Artigo 173 da Constituição]. Ou seja, mesmo para vender uma empresa bem pequena, que dá prejuízo e não agrega nada ao país, a decisão tem de passar pelo Congresso.

Mas já é possível estimar quando serão privatizadas as estatais sob controle do Ministério da Economia?

Quatro das cinco empresas do Ministério da Economia estão à venda: a ABGF [Agência Brasileira Gestora de Fundos Garantidores e Garantias S.A.], a Engeia [Empresa Gestora de Ativos], o Serpro [Serviço Federal de Processamento de Dados] e a DataPrev [Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência]. Elas já estão no programa de desestatização do BNDES. A Casa da Moeda, porém, é um caso especial. Nós a incluímos em uma medida provisória, que perdeu a validade em abril. A princípio, o Congresso disse: “Não venda a Casa da Moeda”. Então, pensamos: “OK, é grupo de interesse, são os nossos legisladores, eles que definam”.
Fonte: Ministério da Economia  |  O levantamento considera exclusivamente as empresas nas quais o Estado é o acionista majoritário
Se tudo correr bem, a  previsão de venda dos Correios é o último trimestre de 2021”
Por que o Banco do Brasil não está à venda se o próprio presidente do banco, Rubens Novaes, já chegou a defender sua privatização?

De fato, o Banco do Brasil tem o mais baixo retorno entre os grandes bancos brasileiros. Os resultados de Santander, Bradesco e Itaú são muito superiores. O Banco do Brasil poderia ser mais eficiente caso fosse privado. Mas, para vendê-lo, seria necessário ter autorização do Congresso. O tema ia gerar muita discussão e dificilmente avançaria.

E quanto aos Correios?

O presidente já disse em diversas lives que é para privatizar. Precisaremos aprovar no Congresso um projeto de lei que possibilite a quebra de monopólio de capital da União para permitir a entrada de capital privado. Se tudo correr bem, a  previsão de venda dos Correios é o último trimestre de 2021.

Seria a privatização mais robusta deste governo?

A empresa que deixará o maior legado é a Eletrobras. Mas também teremos de obter autorização do Congresso. A empresa está definhando. Precisa investir R$ 15 bilhões a cada ano na expansão da rede e na melhoria dos serviços e tem capacidade de investimento de apenas R$ 3 bilhões. Para salvá-la, o ideal seria uma capitalização de forma que o governo, em vez de ter a maioria das ações, passe a ficar com uma cota minoritária.

Os planos para a venda da Empresa Brasil de Comunicações (EBC) mudam depois da posse do novo ministro das Comunicações, Fábio Faria?

A EBC está no Programa de Parcerias de Investimentos. Não significa que o objetivo seja necessariamente a venda. Faremos estudos para analisar a viabilidade. O novo ministro é cabeça aberta, é liberal. Mas acho que deveremos aguardar um período para ele tomar pé de toda a situação. Como é muito favorável à redução do tamanho do Estado, podemos ter boas surpresas aí pela frente.
Existe no mundo US$ 1,5 trilhão de capital para infraestrutura”
Existem estatais intocáveis?

Algumas estatais são de segurança nacional. Por exemplo, a CPRM [Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais]. No Brasil, é uma empresa pública. O correto seria transformá-la em autarquia, como em praticamente todos os países democráticos, já que detém o controle do subsolo. Temos também a INB [Indústrias Nucleares do Brasil], responsável pelo processamento de urânio. Pela Constituição, o urânio tem de ser minerado e processado pelo Estado. Além dessas, não devem ser privatizadas empresas como Petrobras, BNDES e BNB [Banco do Nordeste do Brasil].

Quanto o Brasil poderá ganhar com o novo marco legal do saneamento básico?

As estatais estaduais de saneamento fracassaram. Temos 100 milhões de brasileiros sem acesso a tratamento de esgoto. Morrem 6 mil crianças por ano por falta de saneamento básico. O novo marco permitirá que a iniciativa privada amplie seus investimentos no setor. Existe no mundo US$ 1,5 trilhão de capital para infraestrutura. É muito dinheiro. E há um desejo do mercado de investir em geração de energia, transmissão, distribuição, concessões e saneamento. A iniciativa privada é sempre mais eficiente. Você conhece alguma estatal eficiente? Por favor, me mande no WhatsApp me falando qual, porque não existe estatal eficiente. A própria natureza de uma estatal não favorece a produtividade, já que depende das amarras do Estado e tem de observar determinadas legislações como a 8.666 [conhecida como Lei de Licitações].

Que outras diferenças fundamentais o senhor observa entre a gestão estatal e a gestão privada?

O rumo estratégico de longo prazo, por exemplo. Muitas empresas privadas têm um presidente que fica no cargo por vinte, trinta anos. Os Correios tiveram sete presidentes em quinze anos. A média de troca de presidente na Petrobras é um ano e oito meses. Como é que uma empresa pode dar certo trocando de presidente a cada dois anos?

Qual sua avaliação do quadro econômico macro do país?

O Brasil é um país de muitas riquezas que foi mal administrado pela social-democracia nos últimos 40 ano, e a despesa pública cresceu muito mais que o PIB [Produto Interno Bruto]. É fácil constatar que nossas contas não foram bem gerenciadas. O ministro Paulo Guedes chegou com o objetivo de derrubar três torres. A primeira, a Previdência, já foi cumprida. A segunda torre: os juros da dívida. Chegamos a pagar R$ 400 bilhões de juros por ano. A dívida continua alta, mas os juros são os mais baixos da história do Brasil. Estamos economizando quase R$ 200 bilhões por ano simplesmente porque a taxa de juros caiu. A terceira torre é o custo do funcionalismo, hoje em R$ 300 bilhões anualmente. E, para combater isso, teremos a reforma administrativa. O Brasil vai dar certo. A sociedade tem de estar convencida de que o Estado não deve atuar como empresário. O Estado precisa cuidar dos mais frágeis e vulneráveis e atuar para melhorar a qualidade de vida do cidadão, mantendo o foco em segurança, educação e saúde. Estado não tem de ter empresa, ainda que seja rentável. Por Wilson Lima, Revista Oeste.

COMENTÁRIOS

Nome

AACB,4,AADC,27,AAG,1,AAT,1,ABAICT,2,Abaixo-assinado,9,ABComm,3,Abertura de Capital,7,Abono Pecuniário,4,ABRAPOST,1,Abrapp,7,AC Caieiras,1,AC Central,1,AC Parelheiros,1,AC São José,1,AC Tabuleiro,1,AC Tietê,1,Ação FGTS,1,Ação INSS,1,Ação Social,2,Acessibilidade,1,Acidente,15,Acidente de Trabalho,2,Ações Trabalhistas,1,Acordo Coletivo,24,ACT 2016/2017,15,ACT 2018/2019,112,ACT 2019/2020,184,ACT 2020/2021,3,ADCAP,148,Adicional Noturno,1,Afastamentos,4,Agência,89,Agências Marketing,2,Agências Modulares,7,Aglomeração,1,Agradecimentos,1,Agressão,7,AGU,5,Água,1,ALAC,1,ALBA,2,Alcoolismo,1,ALEPA,1,ALEPI,2,ALERJ,1,ALESP,2,Alibaba,1,ALMG,7,ALMT,1,Aluguel,1,Alunos,1,Amazon,3,Ambulatório,5,ANAC,2,ANAPAR,2,ANATECT,8,ANATEL,5,Animais,14,Anistia,5,ANS,15,ANVISA,3,Aplicativo,2,Aposentadoria Invalidez,1,Aposentados,34,APP,1,Apreensão,20,Ar Condicionado,7,AR Eletrônico,1,ARACT-SP,3,Área de Risco,7,Arrombamento,8,Artigo Correios,3,Assaltos,82,Assédio,3,Assédio Moral,8,Assembleia,9,Assessores Especiais,9,Assistência Médica,1,ATAs,1,Atendente Comercial,4,Atendimento CorreiosSaúde II,1,Atendimento Digital,2,Atestado,1,Atividade Noturna,1,Atleta,2,Atrasos,17,Atropelamento,3,Atualização Cadastral,1,Audiência Pública,82,Auditoria,6,Autoatendimento,7,Autodeclaração,3,Auxiliar de Enfermagem,3,Auxílio Doença,3,Auxílio Emergencial,9,Auxílio-babá,1,Auxílio-creche,2,Azul,16,Bala Perdida,1,Balanço,4,Balcão do Cidadão,19,Banco Postal,37,Banco24Horas,3,Baterias,2,BB,8,BDO Brasil,1,Benchmarking,1,Benefícios,13,Bicicleta,2,Black Friday,12,Bloqueio,1,BNB,2,BNDES,5,BNY Mellon,25,Boca no Trombone,7,Boletim das Estatais,4,Boleto,35,Cachorro,4,CADE,17,Cães,1,Caixa Inteligente,2,Caixa Postal,1,Caixa Postal Comunitária,3,Cajamar,2,Calendário,1,Calote,2,Câmara de Conciliação,1,Caminhada,1,Caminhão,3,Caminhões,1,Campanha Salarial,161,Canal Denúncia,1,Canal Descomplica,1,Cancelamento,1,Capitalizar,1,Cargos,1,Carlos Fortner,5,Carnaval,1,Cartas,4,Carteira de Trabalho,5,Carteiro,90,Carteiro Comunitário,1,Carteiro Motorizado,2,Carteiro Poeta,1,Casamento,1,CAT,2,CBDA,7,CBHb,3,CBS,1,CBT,1,CCT,3,CD Resende,1,CDD Além Ponte,2,CDD Alphaville,1,CDD Antonina,1,CDD Assunção,1,CDD Barra,1,CDD Barro Duro,2,CDD Botafogo,1,CDD Brasilândia,3,CDD Cabo Frio,1,CDD Campo Grande,2,CDD Campos,1,CDD Capão Redondo,6,CDD Capela do Socorro,4,CDD Carlos Olímpio,5,CDD Catalão,1,CDD Colombo,1,CDD Copacabana,1,CDD Curicica,3,CDD Del Castilho,1,CDD do Bosque,1,CDD Embu,3,CDD Freguesia,1,CDD Goiânia,1,CDD Guaianazes,1,CDD Guarus,2,CDD Icaraí,1,CDD Ipanema,1,CDD Irajá,1,CDD Itaim Paulista,1,CDD Itapecerica,4,CDD Jabaquara,1,CDD Jaguaré,1,CDD Jardim Odete,1,CDD Jardim Paulista,2,CDD João Vieira,1,CDD Liberdade,1,CDD Madureira,1,CDD Morumbi,1,CDD Oeste,1,CDD Parelheiros,2,CDD Parque Cocaia,5,CDD Parque São Vicente,1,CDD Pato Branco,1,CDD Picos,1,CDD Polo,1,CDD Ponta Porã,1,CDD Praça do Gado,1,CDD Registro,2,CDD Rio Pequeno,1,CDD Santa Mena,1,CDD Santana de Parnaíba,1,CDD Santo Antônio,1,CDD São Braz,1,CDD São Mateus,2,CDD São Rafael,1,CDD São Torquato,1,CDD Taboão da Serra,2,CDD Tanque,1,CDD Taquara,2,CDD União da Vitória,1,CDD Vila das Belezas,1,CDD Vila Maria,1,CDD Vilar dos Teles,1,CDH,19,CDHM,1,CEE Bangu,1,CEE Barueri,1,CEE Campos,1,CEE Esmeralda,1,CEE Itaquera,1,CEE Jacarepaguá,2,CEE Jaguaré,1,CEE Laranjeiras,1,CEE Piracicaba,2,CEE Santo Amaro,1,CEE São Bernardo do Campo,1,CEE São Cristóvão,1,CEE São Gonçalo,1,CEGEP,2,Central Braille,1,Central de Atendimento,3,CEP,2,Certificação,1,CGPAR,9,CGR,1,CGU,5,Chip Amarelinho,7,Chuvas,2,Cinesioterapia Laboral,1,CLI Benfica,1,Clipping,2372,CMN,1,CNPC,1,Coabitação,24,Cobertura,1,Cobrança Mensalidade,1,Coleta Gratuita,1,Comércio Eletrônico,3,Comércio Virtual,1,Comissão Acidente de Trânsito,2,Comitê,1,Compra Fora,5,Comprovante de Rendimentos,9,Comunicado,59,Concurso,25,Condições de Trabalho,152,Congresso,8,CONREP,5,Conselho de Administração,4,Conselho Deliberativo,8,Conselho Fiscal,2,Consin,3,Constituição,1,Contaminação,36,Contas Públicas,1,CONTECT,1,Contra Privatização,176,Contrabando,2,Contracheque,1,Contrato de Trabalho,1,Contribuição Extraordinária,7,Contribuição Sindical,1,Convocação,3,Copa do Mundo 2018,1,Correios,100,Correios Aqui,10,Correios Celular,16,Correios Log+,2,Correios Notícias,8,Correios Packet,2,Correios Saúde,1,Correios Saúde II,16,CorreiosPar,6,Correspondências,2,Corrupção,1,Corte de Energia,1,Cortes de Despesas,4,Cosit,2,COVID19,280,COVISA,2,CPF,4,Credenciamento,1,Crediamigo,1,Crédito Salário,1,Crescimento,1,Cronograma de Empréstimos,18,CSP Conlutas,1,CTASP,2,CTB,1,CTC Jaguaré,2,CTC Moóca,1,CTC Santo Amaro,2,CTC Santo André,1,CTCE,1,CTCE Belém,2,CTCE Contagem,1,CTCE Santos,2,CTCE São José,1,CTCE Vila Maria,2,CTE Benfica,1,CTE São Gonçalo,1,CTO,1,CTO Jaguaré,1,CTO Rio de Janeiro,1,Custos,2,CUT,1,CVM,13,Dano Material,1,Danos Morais,14,Data Comemorativa,18,DDA,25,De Brasil a gente entende,2,Déficit,1,Demissão,21,Demissão Acordada,1,Demissão Motivada,16,Dengue,1,Depoimento,1,Deputado,1,Desconto Assistencial,1,Desconto Greve,11,Descredenciamento,2,Desestatização,7,Desinfecção,43,Despacho Postal,22,Despedida,1,Despesas com Pessoal,1,Destaque,1158,Desvio,7,Desvio de Função,1,DHL,2,Dia do Carteiro,12,Diárias,2,Diário Oficial,1,DIEESE,2,Diferencial de Mercado,3,Digital,6,Direitos dos Empregados,22,Diretorias,6,DIRF,1,Distritos,2,DNI,2,Documentos Perdidos,4,Domingo,1,DPVAT,1,Drive-Thru,1,Drogas,5,e-Carta,2,e-Carta Fácil,1,e-commerce,6,e-fulfillment,1,Edison Lobão,1,Editorial,2,Eleições,27,Email,1,Empréstimos,9,Enceja,1,Encomendas Internacionais,10,Encontro de Mulheres,1,ENEM,9,Enfermeiro do Trabalho,1,Entrega Correspondências,3,Entrega Digital,1,Entrega Encomendas,7,Entrega Interativa,3,Entrega Matutina,8,Entrega no Vizinho,2,Entreposto,1,EPIs,110,Ernesto Araújo,1,Esclarecimento,8,Escolta,2,ESMEC,1,Estadão Conteúdo,1,Estado de Greve,25,Estatais,101,Estatais Estratégicas,1,Estatuto Social,8,Estrutura Organizacional,1,Eventos,1,Exames Periódicos,2,Exclusão Pai/M/ãe,34,Exclusiva,88,Extinção,1,Extrato,3,Extravio,2,FAACO,10,Fabio Faria,4,Fake News,6,Falecimento,1,Falsificação,1,Falta Estrutura,1,FATCA,1,Fechamento,55,FEDERAÇÕES,640,FEDEX,1,FENTECT,434,Feriados,3,Férias,5,Fernando de Noronha,1,Ficha Financeira,3,Filho Especial,1,Filiação Partidária,1,Filiais,1,FINDECT,335,Fiscalização,2,Floriano Peixoto,55,FNDE,2,Fogo Veículo,1,Folga,1,Folha de Benefícios,1,Folha de Pagamento,1,Força-Tarefa,2,Franqueadas,3,Fraude,12,Frente Parlamentar,32,Frete,1,Frota,1,Funcionamento,1,Funções,1,Fundos de Pensão,83,Furto,3,FUSP,1,G1,1,Geap,2,GEDIS,3,GERAE,24,Geral,822,Gestão de Riscos,1,Gilberto Kassab,6,GOL,1,Golden Share,1,Golpe,2,Google,1,Gratificação de Função,3,Greenfield,43,Greve,140,Greve Ambiental,2,Greve Branca,1,Grupo de Risco,2,Guarita,1,Histórias,13,Horas Extra,5,Ibama,2,Importa Fácil,1,Incêndio,10,Inclusão Dependentes,2,Incorporação de Função,5,Indenização,5,Indicação,1,Indicação Política,3,Infectados,17,Informa Postalis,5,Informe Jurídico,334,Insegurança,9,INSS,7,Insumos,1,Interdição,8,Internações,2,INTERSINDICAL,1,Intervenção,20,Invasão,1,Investimento,2,IPO,2,IRRF,10,Jair Bolsonaro,84,JF,1,JMJ,2,Joint Venture,13,Jornada Trabalho Reduzida,3,Jovem Aprendiz,9,Jurídico,1,Justa Causa,4,Kassab,6,Kits Escolares,1,Lançamento,1,LATAM,5,Lei das Estatais,3,Lei Rouanet,1,Leilão,7,Leitura,1,Licença-Paternidade,2,Licenças,2,Licitação,6,Liminar,31,Limpeza,1,Liquidação,1,Live,1,Livre Escolha,2,Livros Didáticos,1,Lockers,4,LOEC,2,Log Farma,1,Logi Supri,2,Logística,8,Logística Pluvial,1,logística Reversa,1,Lojas Virtuais,1,LTR,1,Lucro,11,Luta Unificada,34,Malware,1,Manifestação,2,Manpoc,1,Manuais,2,Manutenção,1,Maquinas de Triagem,1,Marcos César,35,Marcos Pontes,29,Mato Grosso,1,MC,2,MCTIC,14,Mediação,7,Medicamentos,1,Médico do Trabalho,4,Medidas Preventivas,1,Meio Ambiente,1,Mensagem Final de Ano,1,Mensalidade,25,Mercado Livre,5,Mesa de Negociação,17,Metas,1,Milton Lyra,2,Minas Gerais,3,Ministério da Economia,7,Ministério da Fazenda,1,Ministério da Saúde,3,Ministério das Comunicações,1,Ministério do Planejamento,10,Ministério do Trabalho,1,Ministro,1,MMFDH,3,Monopólio,13,Morto,3,Motociclistas,6,Mourão,3,MP 873/2019,2,MPE,1,MPF,54,MPT,21,MTE,3,Multas,1,multiatendimento financeiro,1,Navio,1,Negativa de Autorização,1,NIPs,2,Nota de Repúdio,1,Novo Diretor,7,OAI,1,Obesidade,1,OBMEP,1,Obras,1,OJ247,17,OMS,9,Operação Grand Bazaar,1,Operação Pausare,4,Operação Recomeço,3,Operação Rizoma,8,Operador de Empilhadeira,1,Operador Logístico,1,Operadora São Francisco,2,Opinião,2,Opinião Ecetista,2,Ordenamento,1,Orlando Silva,1,OTT,9,Outdoors,1,Outubro Rosa,1,Ouvidoria,4,PADs,1,Pagamento,1,Pagamento Abono,4,Palocci,3,Panorama das Estatais,1,Papai Noel dos Correios 2018,13,Papai Noel dos Correios 2019,7,Paralisação,16,Parcelamento,1,Parceria,9,Parecer,1,Passe Livre,1,Paternidade,1,Patrocínios,21,Paulo Guedes,71,Paulo Paim,5,PBM,2,PCCS1995,6,PCCS2008,1,PDI,4,PDV,37,PEC,4,Peculato,2,Pensionistas,2,Percorrida,3,Periculosidade,2,Perseguição,7,Pesquisa,7,PGR,4,Plano BD,29,Plano de Custeio,1,Plano de Saúde,60,Plano Família,18,Plantão Negociação 2018/2019,19,Plantão Negociação 2019/2020,12,Plantão Negociação 2020/2021,1,Plenária,3,PLP 268/2016,1,PLR,1,PND,22,PNLD,1,Podcast,2,Polícia Federal,45,Políticas de Investimento,1,Portabilidade,2,Portaria,6,Posse,5,Postal Saúde,314,Postalis,570,Postalis Digital,5,PostalPrev,24,PPI,79,PPP,2,Praect,2,Premiação,11,Presidente,53,Prestador,2,Prestador Suspenso,2,Previc,38,PRF,1,Primeira Escolha,1,Primeira Hora,179,Privatização,231,Processo,22,Processo Seletivo,2,Procon,6,Professor Igor Venceslau,4,Professora,1,Programa Aproxime,1,Programa de Integridade,1,Projeto de Lei,23,Promoções Horizontais,4,Promoções Verticais,1,Protesto,3,Quadro de Funcionários,6,Qualidade,1,Quarentena,1,Quitação Eleitoral,1,Racionalização,2,RAI,1,Reabilitação,3,Readequação,23,Reajuste,4,Reajuste de Tarifas,6,REAT,2,reca,1,Recadastramento,15,Receita Federal,29,Reclamações,9,Reclame Aqui,1,Redação,7,Rede Corporativa,2,Rede GIRC,1,Rede Vírus,4,Redução da Jornada,1,Reembolso,2,Reenquadramento,3,Reestruturação,7,Refém,5,Reféns,4,Refis Postal,2,Reforma da Previdência,5,Reforma Trabalhista,7,Registrados,1,Reintegração,3,Relatório de Administração,1,Renan Calheiros,1,Renegociação,2,Renovação Frota,3,Rentabilidade,6,REP,3,Reprecificação,1,Ressarcimento,1,Restrições,1,Restruturação,8,Resultados Operacionais,3,Reunião Presidente,1,RFID,1,Rodrigo Maia,7,Rombo,1,Roubo,36,RTSA,5,Rua Legal,1,Sala de Imprensa,471,Salários,2,Salim Mattar,46,Saque,1,Saúde Bucal,2,Saúde da Mulher,8,Saúde em Dia,4,SD,6,Segunda Via,1,Seguradora,1,Segurança do Trabalho,1,Seguro de Vida,7,SEI,1,Selos,21,Semana do Brasil,1,SENAI,1,Sequestro,9,SERASA,2,Série,7,Série Correios,1,Série Correios Saúde II,11,Serviços Digitais,1,Serviços Postais,2,SEST,6,Sincort-PA,12,Sincotelba,32,Sindecteb,37,Sindicato,1004,Sintcom-PR,69,Sintect-AC,30,Sintect-AL,131,Sintect-AM,5,Sintect-AP,13,Sintect-CAS,15,Sintect-CE,16,Sintect-DF,71,Sintect-ES,54,Sintect-GO,54,Sintect-JFA,5,Sintect-MA,51,Sintect-MG,27,Sintect-MS,43,Sintect-MT,42,Sintect-PB,35,Sintect-PE,34,Sintect-PI,56,Sintect-RJ,221,Sintect-RN,19,Sintect-RO,9,Sintect-RPO,19,Sintect-RR,1,Sintect-RS,67,Sintect-SC,30,Sintect-SE,16,Sintect-SJO,3,Sintect-SMA,5,Sintect-SP,274,Sintect-STS,15,Sintect-TO,16,Sintect-URA,16,Sintect-VP,11,smartphones,4,SMS,1,SNCT,2,Social,2,SOFT,1,Solidariedade,3,SQUASH,1,STF,84,STJ,3,Superintendente,2,SUS,1,Suspensão Entregas,2,Suspensão Serviço,4,TACs,6,Taxa Emergencial,2,Taxa Extra,5,Taxa Homologação Importados,5,TCU,17,Tecban,1,Tecnologia,1,Tele Sena,2,Teleatendimento,3,Teleconsulta,1,Terceirização,11,Terceirizados,2,Termo Aditivo,1,Termo Recusa,1,Tesouro Nacional,1,Teto Salarial,1,TFD,1,TJCE,1,Todos Pelos Correios,16,Top of Mind,3,Trabalho Remoto,37,Tragédia,1,Transferência,4,Transportadora,1,TRF,10,TRT,76,TSE,3,TST,202,UBER,2,UD Juquitiba,4,UNI,2,União,2,Unidas,2,Uniforme,1,Universitários,5,UPAEP,1,UPS,2,UPU,10,URP,1,USPOST,1,Vale Alimentação,7,Vale Extra,4,Vale Refeição,2,Vale Transporte,4,Venda Imóveis,8,Vice-presidente,9,Vídeo,1255,Vigilância Sanitária,1,Violência,1,Vírus,2,Visa,4,Viver os Valores,2,webchat,1,Whatsapp,2,
ltr
item
Correios do Brasil - Funcionários: O difícil caminho das privatizações
O difícil caminho das privatizações
Lobby de grupos de interesse, entraves jurídicos e burocracia atravancam o processo de venda de estatais; meta do governo é privatizar mais 16 empresas
https://1.bp.blogspot.com/-0YOLBhNWLb0/XvZyOdMgouI/AAAAAAAAX3w/OMeoFmY46gUCcO9_u4sp8hXBrAz1w3eJACLcBGAsYHQ/s320/Salim.jpg
https://1.bp.blogspot.com/-0YOLBhNWLb0/XvZyOdMgouI/AAAAAAAAX3w/OMeoFmY46gUCcO9_u4sp8hXBrAz1w3eJACLcBGAsYHQ/s72-c/Salim.jpg
Correios do Brasil - Funcionários
http://correiosdobrasilfuncionarios.blogspot.com/2020/06/o-dificil-caminho-das-privatizacoes.html
http://correiosdobrasilfuncionarios.blogspot.com/
http://correiosdobrasilfuncionarios.blogspot.com/
http://correiosdobrasilfuncionarios.blogspot.com/2020/06/o-dificil-caminho-das-privatizacoes.html
true
4537349496477451586
UTF-8
Carregar todas as postagens Não encontrou nenhuma mensagem VER TUDO Leia mais Resposta Cancelar resposta Apagar Por Início PÁGINAS POSTAGENS Ver Tudo RECOMENDADOS PARA VOCÊ NOTÍCIAS SOBRE ARQUIVO BUSCA TODAS POSTAGENS Não foram encontrados resultados com a sua palavra Voltar ao inicio Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Agora mesmo 1 minuto atrás $$1$$ minutes ago 1 houra atrás $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago Mais de 5 semanas atrás Seguidores Seguir ESTE CONTEÚDO É PREMIUM Compartilhe para desbloquear Copiar todo o código Selecionar todo o código Todos os códigos foram copiados para a área de transferência Não é possível copiar os códigos / textos, por favor pressione [CTRL] + [C] (ou CMD + C com Mac) para copiar