Postalis comprou cédulas de crédito sem “garantias reais”, diz PF

Investigação apura se houve ações deliberadas no sentido de desviar os recursos garantidores para os controladores do investimento

A megaoperação Pausare, deflagrada na quinta-feira (1º/2) pela Polícia Federal, escancarou o suposto esquema de corrupção que causou rombo milionário nas contas do Instituto de Seguridade Social dos Correios e Telégrafos, o Postalis. Segundo relatório da PF, ao qual o Metrópoles teve acesso, as cédulas de crédito imobiliário da Mudar Master II Participações S/A (RJ), adquiridas pelo fundo no valor aproximado de R$ 110 milhões entre os anos de 2010 e 2011, não tinham “garantias reais”, demonstrando “toda a fragilidade do investimento feito”.

A Polícia Federal apura se houve ações deliberadas no sentido de desviar os recursos garantidores para os controladores da Mudar Master, com a conivência de diretores do Postalis.

A investigação apontou que não havia contratos de financiamento de imóveis ou hipotecas, mas sim “debêntures emitidas por empresa do mesmo grupo para a captação de recursos que, então, seriam destinados a supostos empreendimentos imobiliários”. “Assim, toda a fragilidade do investimento feito pelo Postalis recai na ausência de lastro em garantias reais, contratos e imóveis, aos quais estariam vinculadas as CCI (cédulas de crédito)”, diz o inquérito.

Segundo os investigadores, as reservas técnicas, as provisões e os fundos do Postalis não foram administrados em conformidade com a Lei Complementar nº 109/2001, que dispõe sobre a alocação dos investimentos e as aplicações dos recursos garantidores dos planos de benefícios. Também não foram observadas as diretrizes estabelecidas pelo Conselho Monetário Nacional.

Em setembro de 2017, a Polícia Federal, então, pediu à diretoria do Postalis que informasse as providências tomadas em relação à inadimplência das cédulas de crédito imobiliário da Mudar Master. “A medida administrativa adotada pelo Postalis foi a cessão dos direitos creditórios dos ativos do Grupo Canabrava para um fundo de investimentos em direitos creditórios – não padronizado (FIDC-NP), por meio do qual estão sendo buscadas negociações com os devedores”, explicou em novembro o fundo, à época sob o comando de Walter de Carvalho Parente, nomeado interventor pela Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc).

De acordo com Parente, o Postalis também ingressou, na 50ª Vara Cível do Rio de Janeiro, com ação de execução de título extrajudicial, cujo valor da causa é de R$ 52,6 milhões.

Megaoperação
O relatório da PF garantiu autorização da 10ª Vara Federal em Brasília para a realização da Operação Pausare – deflagrada na manhã de quinta (1º), com duração prevista de 48 horas e realizada no Distrito Federal, Rio de Janeiro, São Paulo e Alagoas. Ela se baseia em um conjunto de auditorias de órgãos de controle externo encaminhado ao Ministério Público Federal e que indica má gestão, irregularidades e improbidade na aplicação dos recursos do Postalis. A PF se concentra nas implicações criminais da atuação dos envolvidos. Ao todo, 62 equipes da corporação cumprirão, ao longo do trabalho, mais de 100 mandados judiciais.

Entre os alvos, está o lobista Milton Lyra, que, segundo a Procuradoria-Geral da República (PGR), estaria envolvido em operações financeiras milionárias feitas pelo Postalis com a compra de papéis de empresas de fachada. O ex-presidente do Postalis Alexej Predtechensky, o Russo, também está na mira dos federais. Ele geriu o fundo de pensão entre 2006 e 2012, e seria ligado ao ex-ministro de Minas e Energia e atual senador Edison Lobão (MDB-MA). Lyra nega as acusações.

Os federais foram até a casa do atual presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Paulo Rabello de Castro, no Rio de Janeiro. Ele foi um dos fundadores e atuou na empresa SR Rating, investigada na operação, antes de assumir o comando do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e, depois, o do BNDES. Ao saber de um mandado de busca e apreensão sendo cumprido em sua residência carioca, Rabello de Castro, que estava em Brasília, apresentou-se para depor na sede da corporação na capital federal. Por Cláudio Fernandes, Metrópoles.

COMENTÁRIOS

Nome

33 CONREP,3,AACB,1,AADC,9,Abono Pecuniário,3,Abrapp,1,Acidente,1,ACT 2016/2017,15,ACT 2018/2019,112,ADCAP,38,Afastamentos,1,Agência,23,AGU,2,ALMG,3,Alunos,1,ANATECT,4,ANATEL,1,Animais,1,Anistia,2,ANS,3,Aplicativo,1,Aposentados,4,APP,1,Apreensão,2,ARACT-SP,2,Arrombamento,2,Assaltos,27,Assédio Moral,1,Assistência Médica,1,ATAs,1,Atendente Comercial,2,Atendimento CorreiosSaúde II,1,Atendimento Digital,1,Atestado,1,Atraso,1,Atrasos,4,Audiência,1,Auxílio Doença,1,Auxílio-creche,1,Azul,7,Banco Postal,24,BB,1,Benefícios,9,Black Friday,2,BNY Mellon,5,Cachorro,1,CADE,7,Cães,1,Cajamar,1,Calote,2,Caminhão,1,Caminhões,1,Canal Descomplica,1,Capitalizar,1,Carlos Fortner,1,Cartas,2,Carteira de Trabalho,1,Carteiro,10,Carteiro Poeta,1,Carteiros,1,Casamento,1,CAT,2,CDD Polo,1,CGPAR,5,CGU,2,Chip Amarelinho,1,Clipping,1497,Concurso,2,Condições de Trabalho,4,Conselho de Administração,2,Contas Públicas,1,Contra a Privatização,34,Contrabando,1,Contribuição Extraordinária,2,Copa do Mundo 2018,1,Correios,313,Correios Celular,10,Correios Saúde,1,Correios Saúde II,10,Corte de Energia,1,Cronograma de Empréstimos,1,CSP Conlutas,1,CTB,1,CUT,1,CVM,3,Data Comemorativa,2,DDA,9,Déficit,1,Demissão Justa Causa,1,Demissão Motivada,12,Despacho Postal,21,Destaque,917,Desvio,1,Diário Oficial,1,Diferencial de Mercado,1,Digital,6,Direitos dos Empregados,22,DNI,2,e-commerce,1,Empréstimos,1,ENEM 2018,3,Estadão Conteúdo,1,Estado de Greve,3,Estatais,18,Exames Periódicos,1,Exclusiva,78,Extinção,1,Extravio,1,FAACO,3,Falecimento,1,Fechamento,16,FEDERAÇÕES,446,FEDEX,1,FENTECT,305,Férias,1,FINDECT,195,Fiscalização,1,Frota,1,Funções,1,Fundos de Pensão,40,G1,1,Geral,452,GOL,1,Gratificação de Função,1,Greenfield,10,Greve,25,Indicação,1,Indicação Política,1,Informa Postalis,5,Informe Jurídico,232,Insegurança,3,INSS,1,Insumos,1,INTERSINDICAL,1,Intervenção,2,Joint Venture,4,Jovem Aprendiz,3,Justa Causa,1,Kassab,1,Lançamento,1,LATAM,3,Lei das Estatais,1,Licenças,2,Licitação,2,Limpeza,1,Livre Escolha,1,Logística,2,Lucro,2,Luta Unificada,34,Malware,1,Manuais,2,Marcos César,15,Mercado Livre,1,Metas,1,Ministério da Fazenda,1,Ministério do Planejamento,4,Ministro,1,Motociclistas,5,MPF,16,MPT,1,MTE,2,multiatendimento financeiro,1,OAI,1,OJ247,17,Operação Rizoma,4,Opinião Ecetista,1,OTT,4,Outubro Rosa,1,Papai Noel dos Correios 2018,8,Paralização,2,Parceria,3,Parecer,1,Paternidade,1,Patrocínio,6,Paulo Guedes,2,PBM,1,PCCS1995,2,PDV,2,Plano BD,2,Plano de Saúde,4,Plantão Negociação 2018/2019,19,Policia Federal,2,Portaria,2,Postal Saúde,113,Postalis,375,Postalis Digital,1,PostalPrev,3,Praect,2,Premiação,1,Presidente,6,Prestador,1,Prestador Suspenso,1,Previc,6,Primeira Hora,176,Privatização,13,Processo,22,Professora,1,Protesto,1,Qualidade,1,Reajuste,1,Reajuste de Tarifas,1,Recadastramento,2,Receita Federal,6,Reclamações,4,Reestruturação,1,Refém,2,Refis Postal,1,Reintegração,1,Renegociação,1,Rentabilidade,1,Restruturação,4,Rombo,1,Roubo,3,RTSA,1,Salários,1,Saúde Bucal,1,Saúde da Mulher,5,Seguro de Vida,2,Selos,6,Série,7,Série Correios Saúde II,10,Serviços Postais,2,SEST,1,Sincort-PA,9,Sincotelba,21,Sindecteb,31,Sindicato,778,Sintcom-PR,54,Sintect-AC,17,Sintect-AL,94,Sintect-AM,5,Sintect-AP,12,Sintect-CAS,11,Sintect-CE,12,Sintect-DF,51,Sintect-ES,47,Sintect-GO,31,Sintect-JFA,2,Sintect-MA,39,Sintect-MG,20,Sintect-MS,35,Sintect-MT,24,Sintect-PB,30,Sintect-PE,29,Sintect-PI,45,Sintect-RJ,144,Sintect-RN,15,Sintect-RO,6,Sintect-RPO,15,Sintect-RR,1,Sintect-RS,54,Sintect-SC,27,Sintect-SE,7,Sintect-SJO,2,Sintect-SMA,5,Sintect-SP,136,Sintect-STS,11,Sintect-TO,13,Sintect-URA,9,Sintect-VP,11,STF,17,Taxa Emergencial,1,Taxa Extra,4,Taxa Homologação Importados,1,TCU,2,Tecnologia,1,Terceirização,8,Termo Aditivo,1,Tesouro Nacional,1,Top of Mind,2,Transferência,1,TRF,2,TRT,26,TRT10,1,TRT15,2,TRT21,2,TRT23,1,TRT3,1,TRT9,1,TSE,3,TST,22,União,2,UPU,2,USPOST,1,Vale Transporte,3,Vice-presidente,2,Vídeo,1011,Vírus,1,XIIICONTECT,1,
ltr
item
Correios do Brasil - Funcionários: Postalis comprou cédulas de crédito sem “garantias reais”, diz PF
Postalis comprou cédulas de crédito sem “garantias reais”, diz PF
Investigação apura se houve ações deliberadas no sentido de desviar os recursos garantidores para os controladores do investimento
https://1.bp.blogspot.com/-V5NGAutlusk/WnXvtfQaoMI/AAAAAAAAMKA/LLQp5kSqTUozrHGxMidWi-JEdIZ8CiyNgCLcBGAs/s320/Predio%2BCorreios.jpg
https://1.bp.blogspot.com/-V5NGAutlusk/WnXvtfQaoMI/AAAAAAAAMKA/LLQp5kSqTUozrHGxMidWi-JEdIZ8CiyNgCLcBGAs/s72-c/Predio%2BCorreios.jpg
Correios do Brasil - Funcionários
http://correiosdobrasilfuncionarios.blogspot.com/2018/02/postalis-comprou-cedulas-de-credito-sem.html
http://correiosdobrasilfuncionarios.blogspot.com/
http://correiosdobrasilfuncionarios.blogspot.com/
http://correiosdobrasilfuncionarios.blogspot.com/2018/02/postalis-comprou-cedulas-de-credito-sem.html
true
4537349496477451586
UTF-8
Carregar todas as postagens Não encontrou nenhuma mensagem VER TUDO Leia mais Resposta Cancelar resposta Apagar Por Início PÁGINAS POSTAGENS Ver Tudo RECOMENDADOS PARA VOCÊ NOTÍCIAS SOBRE ARQUIVO BUSCA TODAS POSTAGENS Não foram encontrados resultados com a sua palavra Voltar ao inicio Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Agora mesmo 1 minuto atrás $$1$$ minutes ago 1 houra atrás $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago Mais de 5 semanas atrás Seguidores Seguir ESTE CONTEÚDO É PREMIUM Compartilhe para desbloquear Copiar todo o código Selecionar todo o código Todos os códigos foram copiados para a área de transferência Não é possível copiar os códigos / textos, por favor pressione [CTRL] + [C] (ou CMD + C com Mac) para copiar