Estatais deixam de exigir que confederações prestem contas de patrocínios

Correios e Infraero são atualmente as únicas duas estatais que exigem comprovação de 100% dos valores

A Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) precisa prestar contas aos Correios de cada centavo que recebe em forma de patrocínio. Já a Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) só precisa comprovar à Caixa que o banco estatal teve retorno de marca em troca do apoio. No meio do caminho, o Banco do Brasil exige que seus patrocinados sejam transparentes com a comunidade esportiva, mas não fiscaliza nenhuma nota fiscal. As estatais que sustentam o esporte olímpico brasileiro só concordam em um ponto: adotam tais posturas baseadas em uma mesma legislação.

Trata-se da Instrução Normativa nº9, de 2014, da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República. É essa IN que disciplina o patrocínio dos órgãos e entidades da administração pública federal. E ali aparece escrito: “Para a prestação de contas do patrocínio, o patrocinador exigirá do patrocinado, exclusivamente, a comprovação da realização da iniciativa patrocinada e das contrapartidas previstas no contrato”. O mesmo documento cita, como contrapartidas, basicamente a exposição das marcas.

Após a IN no governo petista de Dilma Rousseff (2010-2016), a Caixa Econômica Federal, por exemplo, deixou de exigir qualquer demonstração de para onde vai o dinheiro que ela destina ao esporte de alto rendimento. Até então, era exigida em contrato a apresentação de notas fiscais dos gastos relativos às parcelas do patrocínio, podendo variar o percentual de 50% a 100%, conforme entendimentos mantidos entre as partes.

A postura do governo de cobrar apenas a contrapartida de exibição da marca veio num momento em que a Caixa expandia os patrocínios aos clubes de futebol. Por conta da IN, o banco estatal se viu possibilitado a colocar sua marca na camisa de clubes como Corinthians, Flamengo, Vasco, Botafogo e Santos, entre mais de 20 beneficiados, sem exigir deles qualquer nota fiscal de gastos.

As confederações também saíram ganhando nessa e não precisaram mais prestar contas de como utilizam o que ganham. Com R$ 120 milhões no último ciclo olímpico (iniciado em 2013) e R$ 95 milhões no atual, o Comitê Paraolímpico Brasileiro (CPB) é o maior beneficiado pelo apoio da Caixa. Desde 2014, a estatal também investiu no atletismo (R$ 90 mi no ciclo passado e R$ 60 mi no atual), na ginástica (R$ 35 mi e R$ 20 mi, respectivamente), wrestling (R$ 11,2 mi até 2016), no ciclismo (R$ 17 milhões até 2016) e no clube de atletismo da BM&F, que levou R$ 4,6 milhões entre 2015 e 2017, em contratos anuais.

Outros bancos – Cada vez mais atuante no patrocínio à canoagem, o BNDES também flexibilizou suas exigências, ainda que continue cobrando da Confederação Brasileira de Canoagem (CBCa) e da Academia Brasileira de Canoagem (Abracan, um braço daquela), que apresentem notas fiscais referentes a 90% do que recebem. Além disso, todos os repasses são feitos por meio da Lei de Incentivo ao Esporte, o que exige que as entidades prestem contas ao Ministério do Esporte.

A postura mudou nos contratos assinados a partir do segundo semestre de 2016. Até então, o banco estatal exigia comprovação de cada centavo recebido pelas entidades. E não foi pouco dinheiro. Desde 2014, a CBC e a Abracan do BNDES mais de R$ 56 milhões apenas em patrocínio direto. Entre 2014 e 2016, a Confederação Brasileira de Hipismo ainda levou outros R$ 14 milhões, prestando contas de 100%.

Essa mudança de abordagem decorre de um esforço do BNDES no sentido de potencializar o retorno institucional das ações de patrocínio esportivo, ao direcionar mais esforços para fortalecer a associação da modalidade com a marca do BNDES. Como todos os projetos contratados estão inscritos na Lei de Incentivo ao Esporte e, portanto, estão sujeitos a prestação de contas total do Ministério dos Esportes, optou-se por estruturar as operações de modo que elas tenham como foco a realização dos eventos previstos em contrato e a exposição da marca do BNDES”, explicou o banco, em nota.

Outro banco estatal, o Banco do Brasil passou a orientar seus contratos a partir da instrução normativa da presidência e, por isso, não exige que as confederações patrocinadas apresentem comprovação de qualquer gasto, ainda que a má-utilização dos recursos do patrocínio tenham causado uma enorme crise na Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) em 2013.

Depois daquilo, o BB exigiu da CBV uma série de medidas de governança, entre elas um regulamento para contratações em geral; a contratação anual de uma auditoria independente; um plano de ação e uma planilha orçamentária com a previsão da destinação dos recursos de patrocínio. O banco, porém, não recebe qualquer nota fiscal que demonstre como a confederação utilizou o que ganhou.

A preocupação do BB é, exclusivamente, com as contrapartidas ligadas às imagens do vôlei e do banco. “O banco acompanha ‘in loco’ todas as ações patrocinadas, bem como a realização das ações e entrega. O pagamento somente é realizado depois da formalização da documentação comprobatória. Além disso, as confederações patrocinadas apresentam anualmente ao banco planilha contendo a descrição da utilização do recurso do patrocínio no ano anterior e a projeção de gastos para o ano seguinte”, explica o banco.

Entre 2012 e 2017, a CBV recebeu R$ 300 milhões de patrocínio do BB. Em maio do ano passado, começou a valer um contrato, até 2021, de R$ 218 milhões. Já a CBHb faturou R$ 24 milhões em contratos assinados depois que começou a valer a normativa.

100% – Correios e Infraero, também empresas estatais, são atualmente as únicas duas que exigem comprovação de 100% dos valores recebidos pelas confederações, de desportos aquáticos (CBDA), tênis (CBT), handebol (CBHb) e judô (CBJ).

Nos contratos firmados entre os Correios e as confederações, a prestação de contas é realizada considerando o valor total do aporte financeiro concedido. É estabelecido em contrato a exigência de parecer emitido por auditor independente, além das fiscalizações realizadas pelos Correios”, explica a estatal, que no ano passado cortou drasticamente seus patrocínios. Atualmente, por contratos de dois anos, paga R$ 11,4 milhões à CBDA, R$ 4 milhões à CBT, R$ 3,2 milhões à CBHb e R$ 1,9 milhão à CBRu.

Por fim, a Infraero cita a IN para explicar por que exige 100% de comprovação de seus patrocínios. “Os contratos de patrocínio com a Infraero preveem prestação total de contas. Cabe destacar que eles seguem todos os normativos da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República e, com base neles, sempre são solicitadas comprovações dos gastos com o recurso do patrocinador”, informou a estatal. Entre 2015 e 2016, ela pagou R$ 3,5 milhão à CBJ, valor que caiu para R$ 500 mil em 2017. Além disso, a Confederação Brasileira de Desportos de Deficientes Visuais (CBDV) recebe R$ 500 mil por ano. Por Demétrio Vecchioli, UOL.

COMENTÁRIOS

Nome

33 CONREP,3,AACB,2,AADC,21,ABAICT,2,Abertura de Capital,5,Abono Pecuniário,3,Abrapp,3,AC Central,1,AC Parelheiros,1,AC São José,1,Ação INSS,1,Acessibilidade,1,Acidente,4,Ações Trabalhistas,1,Acordo Coletivo,2,ACT 2016/2017,15,ACT 2018/2019,112,ADCAP,60,Afastamentos,2,Agência,40,Agências Marketing,1,Agências Modulares,6,Agressão,2,AGU,2,Água,1,ALESP,1,ALMG,4,Aluguel,1,Alunos,1,Amazon,1,ANAC,1,ANATECT,5,ANATEL,5,Animais,6,Anistia,2,ANS,7,ANVISA,1,Aplicativo,1,Aposentados,15,APP,1,Apreensão,4,Ar Condicionado,4,ARACT-SP,3,Área de Risco,1,Arrombamento,2,Artigo Correios,2,Assaltos,47,Assédio,2,Assédio Moral,2,Assessores Especiais,1,Assistência Médica,1,ATAs,1,Atendente Comercial,3,Atendimento CorreiosSaúde II,1,Atendimento Digital,1,Atestado,1,Atleta,2,Atrasos,8,Atropelamento,3,Atualização Cadastral,1,Audiência,1,Audiência Pública,9,Auditoria,1,Autoatendimento,1,Auxiliar de Enfermagem,3,Auxílio Doença,1,Auxílio-creche,1,Azul,16,Bala Perdida,1,Balanço,1,Banco Postal,26,Banco24Horas,3,Baterias,2,BB,1,BDO Brasil,1,Benefícios,11,Bicicleta,1,Black Friday,5,BNY Mellon,15,Boca no Trombone,7,Boletim das Estatais,1,Boleto,5,Cachorro,2,CADE,17,Cães,1,Caixa Inteligente,2,Cajamar,1,Calote,2,Caminhão,1,Caminhões,1,Canal Descomplica,1,Cancelamento,1,Capitalizar,1,Carlos Fortner,5,Carnaval,1,Cartas,2,Carteira de Trabalho,5,Carteiro,39,Carteiro Motorizado,2,Carteiro Poeta,1,Carteiros,2,Casamento,1,CAT,2,CBDA,4,CBHb,3,CBS,1,CBT,1,CCT,1,CDD Antonina,1,CDD Barro Duro,2,CDD Botafogo,1,CDD Capão Redondo,5,CDD Capela do Socorro,3,CDD Carlos Olímpio,4,CDD Colombo,1,CDD Copacabana,1,CDD Del Castilho,1,CDD Embu,3,CDD Guaianazes,1,CDD Itapecerica,4,CDD Jardim Odete,1,CDD Madureira,1,CDD Oeste,1,CDD Parelheiros,1,CDD Parque Cocaia,4,CDD Parque São Vicente,1,CDD Polo,1,CDD Ponta Porã,1,CDD São Braz,1,CDD São Mateus,1,CDD Taboão da Serra,2,CDD Vila das Belezas,1,CDH,1,CEE Laranjeiras,1,CEE Santo Amaro,1,CEGEP,2,CGPAR,7,CGR,1,CGU,3,Chip Amarelinho,5,Cinesioterapia Laboral,1,Clipping,1709,Compra Fora,4,Comprovante de Rendimentos,1,Comunicado,32,Concurso,13,Condições de Trabalho,12,Conselho de Administração,4,Conselho Deliberativo,6,Contas Públicas,1,Contra a Privatização,52,Contrabando,1,Contrato de Trabalho,1,Contribuição Extraordinária,2,Contribuição Sindical,1,Copa do Mundo 2018,1,Correios,354,Correios Aqui,6,Correios Celular,14,Correios Notícias,8,Correios Saúde,1,Correios Saúde II,13,CorreiosPar,1,Correspondências,1,Corte de Energia,1,COVISA,1,CPF,1,Cronograma de Empréstimos,8,CSP Conlutas,1,CTB,1,CTC Santo Amaro,2,CTCE,1,CTCE Santos,2,CTCE Vila Maria,1,CTO,1,Custos,1,CUT,1,CVM,7,Dano Moral,3,Data Comemorativa,11,DDA,23,Déficit,1,Demissão Acordada,1,Demissão Justa Causa,1,Demissão Motivada,15,Dengue,1,Deputado,1,Despacho Postal,21,Destaque,980,Desvio,3,DHL,1,Dia do Carteiro,7,Diário Oficial,1,DIEESE,2,Diferencial de Mercado,2,Digital,6,Direitos dos Empregados,22,Diretorias,3,DIRF,1,DNI,2,Documentos Perdidos,3,e-commerce,4,Edison Lobão,1,Eleições,7,Empréstimos,1,Encomendas Internacionais,2,ENEM,1,ENEM 2018,3,Enfermeiro do Trabalho,1,Entrega Interativa,2,Entrega Matutina,7,Esclarecimento,4,Escolta,1,ESMEC,1,Estadão Conteúdo,1,Estado de Greve,3,Estatais,41,Estatais Estratégicas,1,Estatuto Social,2,Estrutura Organizacional,1,Exames Periódicos,1,Exclusiva,80,Extinção,1,Extravio,2,FAACO,6,Fabio Faria,1,Falecimento,1,Fechamento,33,FEDERAÇÕES,476,FEDEX,1,FENTECT,324,Férias,3,FINDECT,214,Fiscalização,1,Fogo Veículo,1,Folha de Benefícios,1,Folha de Pagamento,1,Fraude,1,Frente Parlamentar,4,Frota,1,Funções,1,Fundos de Pensão,64,Furto,1,G1,1,GEDIS,1,GERAE,18,Geral,563,Gilberto Kassab,5,GOL,1,Golden Share,1,Google,1,Gratificação de Função,2,Greenfield,23,Greve,34,Histórias,5,Horas Extra,2,Incêndio,5,Incorporação de Função,3,Indenização,1,Indicação,1,Indicação Política,1,Informa Postalis,5,Informe Jurídico,267,Insegurança,5,INSS,4,Insumos,1,Interdição,7,INTERSINDICAL,1,Intervenção,7,IPO,1,IRRF,5,Jair Bolsonaro,3,Joint Venture,12,Jornada Trabalho Reduzida,3,Jovem Aprendiz,3,Justa Causa,1,Kassab,6,Lançamento,1,LATAM,5,Lei das Estatais,3,Licença-Paternidade,1,Licenças,2,Licitação,3,Limpeza,1,Livre Escolha,1,Lockers,1,LOEC,1,Logística,3,LTR,1,Lucro,4,Luta Unificada,34,Malware,1,Manpoc,1,Manuais,2,Marcos César,18,Marcos Pontes,6,Mediação,1,Médico do Trabalho,4,Mensagem Final de Ano,1,Mensalidade,3,Mercado Livre,1,Mesa de Negociação,6,Metas,1,Milton Lyra,2,Ministério da Fazenda,1,Ministério do Planejamento,10,Ministério do Trabalho,1,Ministro,1,Morto,1,Motociclistas,6,Mourão,3,MP 873/2019,2,MPF,28,MPT,8,MTE,2,multiatendimento financeiro,1,Novo Diretor,1,OAI,1,Obesidade,1,OJ247,17,Operação Pausare,3,Operação Rizoma,7,Operador de Empilhadeira,1,Operadora São Francisco,1,Opinião Ecetista,2,Orlando Silva,1,OTT,8,Outubro Rosa,1,Pagamento,1,Pagamento Abono,1,Palocci,3,Panorama das Estatais,1,Papai Noel dos Correios 2018,13,Paralisação,9,Parceria,3,Parecer,1,Paternidade,1,Patrocínios,15,Paulo Guedes,12,Paulo Paim,1,PBM,2,PCCS1995,4,PCCS2008,1,PDI,2,PDV,22,Pensionistas,1,Percorrida,2,Pesquisa,1,Plano BD,5,Plano de Saúde,8,Plano Família,12,Plantão Negociação 2018/2019,19,Plenária,2,PLP 268/2016,1,PLR,1,Poadcast,1,Polícia Federal,6,Políticas de Investimento,1,Portabilidade,1,Portaria,4,Postal Saúde,163,Postalis,441,Postalis Digital,4,PostalPrev,8,Praect,2,Premiação,4,Presidente,22,Prestador,1,Prestador Suspenso,1,Previc,19,Primeira Escolha,1,Primeira Hora,176,Privatização,51,Processo,22,Processo Seletivo,2,Procon,1,Professora,1,Projeto de Lei,2,Promoções Horizontais,2,Protesto,3,Quadro de Funcionários,3,Qualidade,1,Quarentena,1,Racionalização,1,RAI,1,Reabilitação,2,Readequação,14,Reajuste,1,Reajuste de Tarifas,3,reca,1,Recadastramento,10,Receita Federal,12,Reclamações,5,Reclame Aqui,1,Redação,2,Reenquadramento,2,Reestruturação,3,Refém,5,Refis Postal,2,Reforma da Previdência,2,Reforma Trabalhista,7,Registrados,1,Reintegração,1,Renan Calheiros,1,Renegociação,2,Renovação Frota,1,Rentabilidade,3,REP,3,Restruturação,8,Resultados Operacionais,2,Reunião Presidente,1,Rombo,1,Roubo,8,RTSA,1,Salários,2,Saúde Bucal,2,Saúde da Mulher,7,Saúde em Dia,2,SD,1,Segurança do Trabalho,1,Seguro de Vida,3,Selos,12,Sequestro,5,Série,7,Série Correios,1,Série Correios Saúde II,11,Serviços Postais,2,SEST,6,Sincort-PA,9,Sincotelba,27,Sindecteb,33,Sindicato,873,Sintcom-PR,58,Sintect-AC,17,Sintect-AL,105,Sintect-AM,5,Sintect-AP,12,Sintect-CAS,11,Sintect-CE,14,Sintect-DF,61,Sintect-ES,47,Sintect-GO,39,Sintect-JFA,3,Sintect-MA,48,Sintect-MG,22,Sintect-MS,40,Sintect-MT,25,Sintect-PB,30,Sintect-PE,30,Sintect-PI,47,Sintect-RJ,157,Sintect-RN,16,Sintect-RO,6,Sintect-RPO,16,Sintect-RR,1,Sintect-RS,61,Sintect-SC,29,Sintect-SE,8,Sintect-SJO,2,Sintect-SMA,5,Sintect-SP,186,Sintect-STS,14,Sintect-TO,14,Sintect-URA,10,Sintect-VP,11,smartphones,2,Social,1,SQUASH,1,STF,27,STJ,2,Taxa Emergencial,2,Taxa Extra,4,Taxa Homologação Importados,5,TCU,10,Tecban,1,Tecnologia,1,Tele Sena,1,Teletrabalho,1,Terceirização,9,Termo Aditivo,1,Tesouro Nacional,1,Teto Salarial,1,TJCE,1,Top of Mind,3,Tragédia,1,Transferência,2,TRF,6,TRT,44,TSE,3,TST,44,UBER,2,UD Juquitiba,4,União,2,Uniforme,1,Universitários,1,UPS,1,UPU,3,USPOST,1,Vale Alimentação,4,Vale Extra,2,Vale Refeição,2,Vale Transporte,4,Venda Imóveis,6,Vice-presidente,9,Vídeo,1080,Vírus,1,Visa,4,Whatsapp,2,XIIICONTECT,1,
ltr
item
Correios do Brasil - Funcionários: Estatais deixam de exigir que confederações prestem contas de patrocínios
Estatais deixam de exigir que confederações prestem contas de patrocínios
Correios e Infraero são atualmente as únicas duas estatais que exigem comprovação de 100% dos valores
https://2.bp.blogspot.com/-rtKxFPu4zrs/WlB900Hkg_I/AAAAAAAALVU/qc0YNeA-Z3MeNq_4TBcXguWbU7k6OHkvwCPcBGAYYCw/s320/Correios.jpg
https://2.bp.blogspot.com/-rtKxFPu4zrs/WlB900Hkg_I/AAAAAAAALVU/qc0YNeA-Z3MeNq_4TBcXguWbU7k6OHkvwCPcBGAYYCw/s72-c/Correios.jpg
Correios do Brasil - Funcionários
http://correiosdobrasilfuncionarios.blogspot.com/2018/02/estatais-deixam-de-exigir-que.html
http://correiosdobrasilfuncionarios.blogspot.com/
http://correiosdobrasilfuncionarios.blogspot.com/
http://correiosdobrasilfuncionarios.blogspot.com/2018/02/estatais-deixam-de-exigir-que.html
true
4537349496477451586
UTF-8
Carregar todas as postagens Não encontrou nenhuma mensagem VER TUDO Leia mais Resposta Cancelar resposta Apagar Por Início PÁGINAS POSTAGENS Ver Tudo RECOMENDADOS PARA VOCÊ NOTÍCIAS SOBRE ARQUIVO BUSCA TODAS POSTAGENS Não foram encontrados resultados com a sua palavra Voltar ao inicio Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Agora mesmo 1 minuto atrás $$1$$ minutes ago 1 houra atrás $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago Mais de 5 semanas atrás Seguidores Seguir ESTE CONTEÚDO É PREMIUM Compartilhe para desbloquear Copiar todo o código Selecionar todo o código Todos os códigos foram copiados para a área de transferência Não é possível copiar os códigos / textos, por favor pressione [CTRL] + [C] (ou CMD + C com Mac) para copiar