Atrasos atingem 30% das entregas de produtos no país

No Rio, metade das encomendas enviadas pelos Correios chega após o prazo

A designer Thabata Maggieri desistiu de um compra online após seu produto ter extraviado e pediu o ressarcimento do valor ao lojista.- foto: Alexandre Cassiano
A vantagem de comprar sem sair de casa, com preços mais em conta e em melhores condições de pagamento, tem levado cada vez mais consumidores a optarem pelas lojas virtuais. Mas o transporte e a entrega dos produtos não estão acompanhando o crescimento do setor, o que provocou um colapso na distribuição de mercadorias nas transportadoras, especialmente no eixo Rio-São Paulo. No Brasil, cerca de 30% dos pedidos de encomendas enviadas pelos Correios registram atraso. No Rio, esse percentual chega a 50%. Ou seja, a cada mil pedidos, 500 chegam depois do tempo prometido, segundo levantamento da Synapcom, consultoria de gestão e consultoria de e-commerce. O problema fez disparar o volume de reclamações.

Compradora frequente de produtos pela internet, a designer de moda Thabata Maggieri, de 29 anos, já passou duas vezes por atrasos nos últimos dois meses. Em um dos casos, ela desistiu do produto e pediu o dinheiro de volta.

— Depois de muito tempo, a informação que recebi era a de que o produto havia sido extraviado. Disseram que, se ainda quisesse, fariam um novo envio, mas demoraria um pouco mais. Suspendi a compra, mas o ressarcimento do cartão de crédito só veio um mês depois — queixa-se Thabata.

LOJAS DOBRAM PRAZO DE ENTREGA
De acordo com a coordenadora de Atendimento do Procon-RJ, Soraia Panella, o atraso na entrega dos produtos caracteriza falha na prestação de serviço:

— Ainda que esse atraso não tenha sido causado pelo fornecedor, a relação de consumo que existe é com a loja. O consumidor pode desistir da compra e receber o dinheiro de volta. Se houver problemas com o ressarcimento, ele deve procurar os órgãos de defesa do consumidor.

Para mitigar os efeitos dos gargalos de logística e infraestrutura de transporte, as lojas on-line têm adotado algumas estratégias, como o aumento do prazo de entrega. O tempo para o recebimento do produto informado pela empresa variava de três a cinco dias — agora, pode passar de dez dias. Outra medida tem sido a contratação de transportadoras privadas. De acordo com o vice-presidente da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), Rodrigo Bandeira Santos, as lojas têm feito grandes investimentos para tentar driblar a crise na distribuição.

— No fim do ano passado, houve um volume muito grande de produtos comprados no comércio eletrônico, e hoje há um engarrafamento de encomendas. As empresas estão investindo em canais de comunicação mais efetivos e em tecnologia para o consumidor ter informações úteis do passo a passo de sua compra — ressalta Bandeira.

A loja gaúcha on-line de vestidos de noiva O Amor é Simples passou, em 2017, por uma prova de fogo. Uma cliente do Rio encomendou a roupa para seu casamento, mas o caminhão dos Correios que transportava o produto foi roubado. Faltava um mês para a cerimônia, e o e-commerce decidiu costurar uma nova peça em tempo recorde, com os mesmos parâmetros e medidas. Para não correr o risco de um novo imprevisto, o produto foi entregue em mãos na casa da noiva.

— Pegamos um avião para cumprir o compromisso — conta Natália Pegoraro, cofundadora da loja.

Para o diretor de Operações da Synapcom, Fernando Gobbi, a transparência na relação entre a loja e o consumidor é uma das saídas para melhorar a experiência de compra, especialmente quando os prazos não são atendidos.

— O mais importante é sempre deixar o cliente informado sobre o trajeto de sua encomenda. O comprador deve saber o motivo do atraso e qual é o novo prazo. Enquanto isso, em paralelo, é preciso trabalhar para que a entrega seja feita o mais breve possível. No caso das transportadoras privadas, por exemplo, a média de atraso é de 10%, contra os 30% dos Correios — compara Gobbi.

NO RIO, ATÉ 40% DOS ENDEREÇOS TÊM RESTRIÇÃO
Segundo o vice-presidente da ABComm, no Rio a falta de segurança tem agravado ainda mais o problema, tornando o produto mais caro para o consumidor por causa do aumento no valor do frete e do seguro:

— Hoje, de 30 a 40% dos endereços da capital e região metropolitana estão com algum tipo de restrição de entrega por causa da violência, tanto nos Correios como nas transportadoras privadas. Além disso, os Correios sofrem de dez a 12 casos de assalto por dia no Rio. Falta braço para as entregas. Ficou mais caro comprar e entregar aqui, por isso o estado vem até perdendo participação na fatia de destino de venda do e-commerce, caindo de 14% para 9,5%, de 2014 para 2017 — observa Bandeira.

Para o Instituto de Defesa do Consumidor (Idec), o cliente acaba sendo punido duas vezes: a primeira com o repasse no aumento dos custos do lojista, e a segunda, com os atrasos.

— O consumidor já está pagando a conta, porque o lojista está embutindo o ônus no preço do produto. Ele não pode ser prejudicado de novo, porque já pagou por aquele imprevisto — explica o advogado do Idec, Igor Marchetti.

Ele observa ainda que, para os consumidores que tiverem prejuízos pelo atraso na entrega, um dos caminhos é recorrer à Justiça, exigindo o ressarcimento dos danos materiais.

— Para recorrer à Justiça, é preciso reunir os comprovantes de prestação de serviços e contratos. Os prejuízos monetários devem ser mensurados pelo consumidor — ressalta Marchetti.

De acordo com os Correios, atualmente 18% dos endereços do Rio são enquadrados como áreas com restrição de entrega. A empresa, porém, não revela o percentual de encomendas com atraso. Até 2020, os Correios estimam investir US$ 133 milhões em seu setor de distribuição, para atualização de equipamentos e implantação de novos sistemas automatizados de triagem. Concluído o projeto, a empresa diz que a capacidade de processamento será de 220 mil encomendas por hora. Já o sindicato que representa os trabalhadores dos Correios relaciona a queda na qualidade do serviço à redução da força de trabalho. Nos últimos sete anos, a empresa perdeu cerca de três mil funcionários em planos de demissão voluntária, além das aposentadorias. Por Pollyanna Brêtas e Gabriel Martins, agência O Globo.

COMENTÁRIOS

Nome

33 CONREP,3,AADC,7,Abono Pecuniário,3,ACT 2016/2017,15,ACT 2018/2019,8,ADCAP,15,ALMG,1,ANATECT,1,Aplicativo,1,Aposentados,1,Assaltos,2,Assédio Moral,1,ATAs,1,Banco Postal,23,Benefícios,8,Casamento,1,CDD Polo,1,CGU,1,Clipping,1291,Conselho de Administração,1,Contra a Privatização,34,Correios,237,Correios Celular,1,DDA,3,Destaque,772,Digital,6,Direitos dos Empregados,22,Estadão Conteúdo,1,Exclusiva,74,FAACO,2,Falecimento,1,FEDERAÇÕES,382,FENTECT,263,FINDECT,154,Fundos de Pensão,27,G1,1,Geral,340,Greve,18,Indicação,1,Informe Jurídico,197,Licenças,2,Luta Unificada,33,Manuais,2,Marcos César,6,Motociclistas,3,MPF,4,OAI,1,Paternidade,1,Patrocínio,6,Policia Federal,1,Postal Saúde,70,Postalis,300,Previc,1,Primeira Hora,157,Processo,21,Protesto,1,Seguro de Vida,2,Série,7,Sincort-PA,9,Sincotelba,17,Sindecteb,25,Sindicato,674,Sintcom-PR,42,Sintect-AC,14,Sintect-AL,73,Sintect-AM,4,Sintect-AP,10,Sintect-CAS,11,Sintect-CE,12,Sintect-DF,46,Sintect-ES,38,Sintect-GO,18,Sintect-JFA,2,Sintect-MA,32,Sintect-MG,15,Sintect-MS,25,Sintect-MT,23,Sintect-PB,30,Sintect-PE,25,Sintect-PI,42,Sintect-RJ,119,Sintect-RN,14,Sintect-RO,6,Sintect-RPO,14,Sintect-RR,1,Sintect-RS,48,Sintect-SC,27,Sintect-SE,7,Sintect-SJO,2,Sintect-SMA,5,Sintect-SP,115,Sintect-STS,11,Sintect-TO,12,Sintect-URA,9,Sintect-VP,9,TRT,25,TST,11,Vídeo,830,XIIICONTECT,1,
ltr
item
Correios do Brasil - Funcionários: Atrasos atingem 30% das entregas de produtos no país
Atrasos atingem 30% das entregas de produtos no país
No Rio, metade das encomendas enviadas pelos Correios chega após o prazo
https://4.bp.blogspot.com/-9GX4LTpAN_E/WpKUqh6wzMI/AAAAAAAAM1w/A2-NnydD5lURHeS3eFnjLbD-aEIfDjRpwCLcBGAs/s320/Thabatta.jpg
https://4.bp.blogspot.com/-9GX4LTpAN_E/WpKUqh6wzMI/AAAAAAAAM1w/A2-NnydD5lURHeS3eFnjLbD-aEIfDjRpwCLcBGAs/s72-c/Thabatta.jpg
Correios do Brasil - Funcionários
http://correiosdobrasilfuncionarios.blogspot.com/2018/02/atrasos-atingem-30-das-entregas-de.html
http://correiosdobrasilfuncionarios.blogspot.com/
http://correiosdobrasilfuncionarios.blogspot.com/
http://correiosdobrasilfuncionarios.blogspot.com/2018/02/atrasos-atingem-30-das-entregas-de.html
true
4537349496477451586
UTF-8
Carregar todas as postagens Não encontrou nenhuma mensagem VER TUDO Leia mais Resposta Cancelar resposta Apagar Por Início PÁGINAS POSTAGENS Ver Tudo RECOMENDADOS PARA VOCÊ ARTIGO ARQUIVO BUSCA TODAS POSTAGENS Não foram encontrados resultados com a sua palavra Voltar ao inicio Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Agora mesmo 1 minuto atrás $$1$$ minutes ago 1 houra atrás $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago Mais de 5 semanas atrás Seguidores Seguir ESTE CONTEÚDO É PREMIUM Compartilhe para desbloquear Copiar todo o código Selecionar todo o código Todos os códigos foram copiados para a área de transferência Não é possível copiar os códigos / textos, por favor pressione [CTRL] + [C] (ou CMD + C com Mac) para copiar