Esgotar o caminho do diálogo com unidade, serenidade e luta para construir um acordo favorável aos trabalhadores

Reunião de negociação ocorrida ontem (12) e hoje (13) ainda não avançou para a apresentação de propostas concretas nas cláusulas do Acordo Coletivo de Trabalho 2017/2018, com o debate girando em torno de um calendário.

A reunião de negociação ocorrida ontem (12) e hoje (13) ainda não avançou para a apresentação de propostas concretas nas cláusulas do Acordo Coletivo de Trabalho 2017/2018, com o debate girando em torno de um calendário.

Na tarde de hoje, a empresa ponderou que o início da apresentação ocorra a partir de amanhã, uma vez que a ECT reuniu com o Ministério do Planejamento e o governo ainda não concluiu qual será a proposta econômica a ser apresentada.

Frente aos debates sobre os prazos de negociação, a FINDECT entende que é fundamental que haja um esforço de esgotamento das negociações, por isso defende o maior prazo de diálogo. A proposta da empresa é estender a negociação até o dia 22 de setembro. Para a FINDECT, durante esse período, é possível buscar o máximo de consensos que favoreçam os trabalhadores.

Em conjunto com a classe trabalhadora unida, é possível construir um acordo que assegure melhoria na vida dos trabalhadores da ECT, especialmente em um momento de grandes adversidades sociais e econômicas e de ataques aos direitos dos trabalhadores”, afirma o presidente da FINDECT, José Aparecido Gimenes Gandara.

Negociar sem açodamento é parte da luta
Segundo Gandara, “a FINDECT tem responsabilidade com a defesa dos salários e benefícios dos trabalhadores dos Correios. Por isso, vamos negociar com responsabilidade e serenidade, sem atitudes de açodamento”, registrou.

Defendemos o bom senso para a construção de um acordo que preserve a empresa estatal e pública, sem prejuízo dos direitos, benefícios e salários dignos aos trabalhadores”, garante o presidente da FINDECT. Ele afirma também que a luta é para que a categoria não seja sacrificada mais uma vez, pagando por uma conta que não foi feita pelos cerca de 110 mil trabalhadores.

Para os dirigentes da FINDECT, somente a unidade e luta vai impedir qualquer perda e conquistar avanços na campanha salarial, mesmo diante das adversidades. “A luta contra a privatização dos Correios, em defesa dos benefícios e cláusulas históricas dos trabalhadores, contra o aumento do quadro de terceirizados e pela valorização dos ecetistas ganha mais dimensão diante desse quadro de desregulação das relações de trabalho”, afirma o secretário geral da FINDECT e presidente do Sintect/RJ, Ronaldo Ferreira Martins.

O momento é de unidade e luta
Na avaliação do presidente do Sintect/TO e Diretor Jurídico da FINDECT, José Aparecido Rufino, “o momento atual acende o sinal amarelo, de modo especial, para os trabalhadores, que são alvo de uma série de ataques contra seus direitos”. O principal retrocesso está contido na recente reforma trabalhista, que é uma Lei que soterra as proteções legais aos trabalhadores e trabalhadoras do Brasil.

A reforma, que entra em vigor em novembro, concede aos empresários e aos detentores de direções nas empresas públicas a força de passar por cima das leis nos acordos coletivos de trabalho, onde quem define as regras é quem tem a caneta.

Márcio Roberto Martins da Silva, Diretor de Políticas para os Jovens da FINDECT, lembrou o quanto a reforma trabalhista “é nociva e reflete um absoluto preconceito de classes”, ao se referir ao trecho que define a indenização às vítimas de acidentes de trabalho, de acordo com seu salário.

Se o elevador de um prédio dos Correios cair e nele estiverem um diretor da ECT, um carteiro e um trabalhador terceirizado, a indenização para cada um será paga de acordo com seus salários, como se as vidas valessem de acordo com a função que exercem”, demonstrou Márcio.

Quanto mais dificuldade, mais união
É diante deste quadro que a FINDECT vai para as negociações, sendo a categoria os primeiros trabalhadores brasileiros a negociar com a empresa, após a aprovação da nova legislação trabalhista, cujo entendimento é que o que está em risco são os históricos benefícios e conquistas da categoria.

Para o presidente do Sintect/SP e vice-presidente da FINDECT, Elias Brito (Diviza), é “diante deste quadro que iniciamos o processo negocial de uma campanha salarial especial”.

Difícil sempre foi. Mas, neste ano, teremos que redobrar nossas ações de luta. É fundamental a unidade entre os trabalhadores e seus representantes sindicais, para mostrar que não aceitaremos nenhum direito a menos e não renunciaremos aos benefícios dos trabalhadores da ECT”, afirmou Diviza.

Sônia Corrêa
Correspondente da FINDECT em Brasília

COMENTÁRIOS

Nome

33 CONREP,3,AADC,7,Abono Pecuniário,3,ACT 2016/2017,15,ACT 2018/2019,8,ADCAP,15,ALMG,1,ANATECT,1,Aplicativo,1,Aposentados,1,Assaltos,2,Assédio Moral,1,ATAs,1,Banco Postal,23,Benefícios,8,Casamento,1,CDD Polo,1,CGU,1,Clipping,1291,Conselho de Administração,1,Contra a Privatização,34,Correios,237,Correios Celular,1,DDA,3,Destaque,769,Digital,6,Direitos dos Empregados,22,Estadão Conteúdo,1,Exclusiva,74,FAACO,2,Falecimento,1,FEDERAÇÕES,382,FENTECT,263,FINDECT,154,Fundos de Pensão,27,G1,1,Geral,340,Greve,18,Indicação,1,Informe Jurídico,197,Licenças,2,Luta Unificada,33,Manuais,2,Marcos César,6,Motociclistas,3,MPF,4,OAI,1,Paternidade,1,Patrocínio,6,Policia Federal,1,Postal Saúde,70,Postalis,300,Previc,1,Primeira Hora,157,Processo,21,Protesto,1,Seguro de Vida,2,Série,7,Sincort-PA,9,Sincotelba,17,Sindecteb,25,Sindicato,673,Sintcom-PR,42,Sintect-AC,14,Sintect-AL,73,Sintect-AM,4,Sintect-AP,10,Sintect-CAS,11,Sintect-CE,12,Sintect-DF,46,Sintect-ES,38,Sintect-GO,18,Sintect-JFA,2,Sintect-MA,32,Sintect-MG,15,Sintect-MS,25,Sintect-MT,23,Sintect-PB,30,Sintect-PE,25,Sintect-PI,42,Sintect-RJ,119,Sintect-RN,14,Sintect-RO,6,Sintect-RPO,14,Sintect-RR,1,Sintect-RS,48,Sintect-SC,27,Sintect-SE,7,Sintect-SJO,2,Sintect-SMA,5,Sintect-SP,114,Sintect-STS,11,Sintect-TO,12,Sintect-URA,9,Sintect-VP,9,TRT,25,TST,11,Vídeo,830,XIIICONTECT,1,
ltr
item
Correios do Brasil - Funcionários: Esgotar o caminho do diálogo com unidade, serenidade e luta para construir um acordo favorável aos trabalhadores
Esgotar o caminho do diálogo com unidade, serenidade e luta para construir um acordo favorável aos trabalhadores
Reunião de negociação ocorrida ontem (12) e hoje (13) ainda não avançou para a apresentação de propostas concretas nas cláusulas do Acordo Coletivo de Trabalho 2017/2018, com o debate girando em torno de um calendário.
https://4.bp.blogspot.com/-wAJeVFCj_Uk/WcLIQJ24q9I/AAAAAAAAI34/fGWMjSOKd_QqXnP_Br_WCH11kKDz70kBwCLcBGAs/s320/Reuni%25C3%25A3o.jpg
https://4.bp.blogspot.com/-wAJeVFCj_Uk/WcLIQJ24q9I/AAAAAAAAI34/fGWMjSOKd_QqXnP_Br_WCH11kKDz70kBwCLcBGAs/s72-c/Reuni%25C3%25A3o.jpg
Correios do Brasil - Funcionários
http://correiosdobrasilfuncionarios.blogspot.com/2017/09/esgotar-o-caminho-do-dialogo-com_20.html
http://correiosdobrasilfuncionarios.blogspot.com/
http://correiosdobrasilfuncionarios.blogspot.com/
http://correiosdobrasilfuncionarios.blogspot.com/2017/09/esgotar-o-caminho-do-dialogo-com_20.html
true
4537349496477451586
UTF-8
Carregar todas as postagens Não encontrou nenhuma mensagem VER TUDO Leia mais Resposta Cancelar resposta Apagar Por Início PÁGINAS POSTAGENS Ver Tudo RECOMENDADOS PARA VOCÊ ARTIGO ARQUIVO BUSCA TODAS POSTAGENS Não foram encontrados resultados com a sua palavra Voltar ao inicio Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Agora mesmo 1 minuto atrás $$1$$ minutes ago 1 houra atrás $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago Mais de 5 semanas atrás Seguidores Seguir ESTE CONTEÚDO É PREMIUM Compartilhe para desbloquear Copiar todo o código Selecionar todo o código Todos os códigos foram copiados para a área de transferência Não é possível copiar os códigos / textos, por favor pressione [CTRL] + [C] (ou CMD + C com Mac) para copiar