Câmara decide não votar e envia ao Senado projeto que permite indicação política em estatais

Recurso que pedia votação no plenário foi rejeitado por 202 votos a 119. Com decisão, deputados abriram mão de discutir e aceleraram tramitação de texto que altera Lei das Estatais.

Plenário da Câmara durante sessão de votação na noite desta terça-feira (27) — Foto: Luis Macedo / Câmara dos Deputados
O plenário da Câmara dos Deputados rejeitou nesta terça-feira (27) recurso para votação em plenário do projeto de lei que trata das regras para as agências reguladoras.

Na prática, a proposta, abre uma brecha para liberar as indicações políticas para os conselhos de administração das empresas estatais. Atualmente, a Lei das Estatais proíbe.

Foram 202 votos contrários ao recurso, 119 a favor e 1 abstenção. Com a rejeição do recurso, o projeto seguirá diretamente para o Senado.

Com isso, o plenário da Câmara abriu mão de discutir e votar o conteúdo do texto, ratificando a decisão de comissão especial da Casa, formada por 35 deputados, que aprovou alteração na Lei das Estatais com o objetivo de retirar a proibição das indicações políticas.

Sem a análise do mérito pelo conjunto dos 513 deputados no plenário não é possível, por exemplo, a apreciação de destaques para discutir esse e outros pontos específicos do texto.

Antes da votação, quando a proposta foi pautada, a TV Globo apurou que a intenção de manter o texto da comissão seria realocar os parlamentares não reeleitos, que ficarão sem mandato a partir de 2019, e, assim, aprovado o projeto, poderão ocupar cargos de direção de empresas estatais.

Indicações políticas

O projeto de lei foi aprovado na comissão especial em julho deste ano. A proposta, inicialmente, tratava apenas das regras de gestão de agências reguladoras.

Mas deputados incluíram na proposta um “jabuti” (proposta estranha ao texto original) que altera a Lei de Responsabilidade das Estatais.

A mudança que abre espaço para a indicação política foi feita a partir de um destaque apresentado pelo PR, que retirou da lei das Estatais, em vigor desde 2016, a proibição de que seja indicada para essas empresas “pessoa que atuou, nos últimos 36 (trinta e seis) meses, como participante de estrutura decisória de partido político ou em trabalho vinculado à organização, estruturação e realização de campanha eleitoral”.

O texto apresentado pelo PR também retirou da lei a proibição de que sejam indicados para esses cargos parentes até o terceiro grau de autoridades como ministros, secretários de estado e municípios, dirigente de partido político, vereadores, deputados estaduais e distritais, deputados federais e senadores.

Debate no plenário

Na discussão do recurso, o deputado Henrique Fontana (PT-RS) argumentou sobre a necessidade de o plenário analisar o tema.

"Esse projeto altera profundamente a estrutura de funcionamento de todas agências reguladoras que funcionam no nosso País. Aí o recurso é pautado com enorme urgência porque querem derrotá-lo rapidamente, para que o projeto, votado em caráter terminativo e analisado por um grupo pequeno de deputados, transforme-se em lei".

O deputado Luiz Carlos Hauly (PSDB-PR) se posicionou contra a análise da proposta pelo plenário, ressaltando os aspectos favoráveis do texto em relação às agências reguladoras.

“Nós somos contra que esse projeto das agências venha para o plenário. Já foi votado, foi discutido e é bom para o país aperfeiçoar as agências reguladoras”, disse.

O deputado Giovani Cherini (PR-RS) afirmou que quem ocupou cargo político não deve ser considerado automaticamente suspeito.

“Parece aqui nesta Casa que deputado dá tiro no pé. Imagina se uma pessoa que ocupou um cargo político ela não pode ocupar o outro cargo porque ela passa a ser automaticamente suspeita? Isso é confissão. Isso é um erro que esta Casa comete permanentemente. Deputado querendo dizer que político todo ele é suspeito, todo ele é corrupto”, declarou.

O deputado Fábio Trad (PSD-MS) contestou o argumento de preconceito contra políticos. “[O projeto] não faz nenhum juízo preconceituoso em relação aos políticos. O plenário deveria discutir com mais profundidade, com mais serenidade, com menos afoiteza, menos ligeireza, como está sendo feito neste momento", disse.

Agências reguladoras

Em relação às agências reguladoras, o projeto prevê mandatos de cinco anos para presidentes e diretores destas instituições.

Esses órgãos terão autonomia administrativa, decisória e financeira. Na prática poderão, por exemplo, pedir diretamente ao Ministério do Planejamento autorização para concursos públicos, alterações no quadro de pessoal, conceder diárias e passagens e celebrar contratos administrativos.

As agências serão submetidas a controle externo do Congresso Nacional, com o auxílio do Tribunal de Contas da União (TCU).

Deverão ainda, ao tomar decisões, apontar os motivos para a medida. Pelo projeto, antes de publicarem atos normativos, as agências terão também de realizar uma análise sobre seus efeitos.

Integrantes das agências não serão responsabilizados por suas decisões ou opiniões técnicas, de acordo com o texto, “ressalvadas as hipóteses de dolo, fraude ou erro grosseiro”Por Fernanda Vivas, TV Globo.

COMENTÁRIOS

Nome

33 CONREP,3,AACB,1,AADC,10,Abono Pecuniário,3,Abrapp,1,Ação INSS,1,Acidente,1,ACT 2016/2017,15,ACT 2018/2019,112,ADCAP,40,Afastamentos,1,Agência,23,AGU,2,ALESP,1,ALMG,3,Alunos,1,ANATECT,4,ANATEL,4,Animais,3,Anistia,2,ANS,3,Aplicativo,1,Aposentados,6,APP,1,Apreensão,2,ARACT-SP,2,Arrombamento,2,Assaltos,29,Assédio,1,Assédio Moral,1,Assistência Médica,1,ATAs,1,Atendente Comercial,2,Atendimento CorreiosSaúde II,1,Atendimento Digital,1,Atestado,1,Atraso,1,Atrasos,5,Audiência,1,Audiência Pública,9,Auditoria,1,Auxílio Doença,1,Auxílio-creche,1,Azul,9,Banco Postal,24,BB,1,BDO Brasil,1,Benefícios,9,Black Friday,5,BNY Mellon,8,Boletim das Estatais,1,Cachorro,1,CADE,9,Cães,1,Cajamar,1,Calote,2,Caminhão,1,Caminhões,1,Canal Descomplica,1,Cancelamento,1,Capitalizar,1,Carlos Fortner,1,Cartas,2,Carteira de Trabalho,5,Carteiro,14,Carteiro Motorizado,1,Carteiro Poeta,1,Carteiros,1,Casamento,1,CAT,2,CBDA,1,CBHb,1,CBS,1,CDD Polo,1,CGPAR,5,CGU,2,Chip Amarelinho,4,Clipping,1538,Comunicado,3,Concurso,2,Condições de Trabalho,4,Conselho de Administração,2,Contas Públicas,1,Contra a Privatização,34,Contrabando,1,Contribuição Extraordinária,2,Copa do Mundo 2018,1,Correios,323,Correios Celular,13,Correios Saúde,1,Correios Saúde II,11,Corte de Energia,1,Cronograma de Empréstimos,2,CSP Conlutas,1,CTB,1,CUT,1,CVM,3,Dano Moral,1,Data Comemorativa,2,DDA,9,Déficit,1,Demissão Justa Causa,1,Demissão Motivada,13,Despacho Postal,21,Destaque,927,Desvio,2,Diário Oficial,1,DIEESE,1,Diferencial de Mercado,1,Digital,6,Direitos dos Empregados,22,DNI,2,e-commerce,1,Empréstimos,1,ENEM,1,ENEM 2018,3,Entrega Matutina,3,Esclarecimento,1,Estadão Conteúdo,1,Estado de Greve,3,Estatais,27,Estatais Estratégicas,1,Exames Periódicos,1,Exclusiva,78,Extinção,1,Extravio,1,FAACO,3,Falecimento,1,Fechamento,17,FEDERAÇÕES,450,FEDEX,1,FENTECT,307,Férias,2,FINDECT,197,Fiscalização,1,Frota,1,Funções,1,Fundos de Pensão,55,Furto,1,G1,1,Geral,469,Gilberto Kassab,1,GOL,1,Golden Share,1,Gratificação de Função,1,Greenfield,13,Greve,26,Indicação,1,Indicação Política,1,Informa Postalis,5,Informe Jurídico,238,Insegurança,3,INSS,1,Insumos,1,INTERSINDICAL,1,Intervenção,2,Joint Venture,5,Jovem Aprendiz,3,Justa Causa,1,Kassab,2,Lançamento,1,LATAM,3,Lei das Estatais,3,Licenças,2,Licitação,3,Limpeza,1,Livre Escolha,1,Logística,2,Lucro,2,Luta Unificada,34,Malware,1,Manuais,2,Marcos César,15,Marcos Pontes,1,Mercado Livre,1,Metas,1,Ministério da Fazenda,1,Ministério do Planejamento,8,Ministério do Trabalho,1,Ministro,1,Motociclistas,6,MPF,18,MPT,1,MTE,2,multiatendimento financeiro,1,OAI,1,OJ247,17,Operação Pausare,1,Operação Rizoma,5,Operador de Empilhadeira,1,Opinião Ecetista,1,OTT,4,Outubro Rosa,1,Pagamento Abono,1,Panorama das Estatais,1,Papai Noel dos Correios 2018,10,Paralisação,5,Parceria,3,Parecer,1,Paternidade,1,Patrocínio,7,Paulo Guedes,4,Paulo Paim,1,PBM,1,PCCS1995,2,PDV,3,Plano BD,2,Plano de Saúde,4,Plantão Negociação 2018/2019,19,PLP 268/2016,1,Policia Federal,2,Polícia Federal,1,Políticas de Investimento,1,Portaria,2,Postal Saúde,120,Postalis,388,Postalis Digital,3,PostalPrev,4,Praect,2,Premiação,1,Presidente,7,Prestador,1,Prestador Suspenso,1,Previc,10,Primeira Hora,176,Privatização,20,Processo,22,Professora,1,Projeto de Lei,2,Promoções Horizontais,1,Protesto,1,Qualidade,1,Quarentena,1,Reajuste,1,Reajuste de Tarifas,1,Recadastramento,5,Receita Federal,6,Reclamações,4,Reestruturação,1,Refém,2,Refis Postal,1,Reintegração,1,Renegociação,1,Rentabilidade,2,Restruturação,4,Rombo,1,Roubo,3,RTSA,1,Salários,1,Saúde Bucal,2,Saúde da Mulher,6,Saúde em Dia,1,Seguro de Vida,2,Selos,9,Sequestro,1,Série,7,Série Correios Saúde II,11,Serviços Postais,2,SEST,2,Sincort-PA,9,Sincotelba,25,Sindecteb,31,Sindicato,788,Sintcom-PR,55,Sintect-AC,17,Sintect-AL,96,Sintect-AM,5,Sintect-AP,12,Sintect-CAS,11,Sintect-CE,12,Sintect-DF,53,Sintect-ES,47,Sintect-GO,33,Sintect-JFA,2,Sintect-MA,40,Sintect-MG,20,Sintect-MS,36,Sintect-MT,24,Sintect-PB,30,Sintect-PE,29,Sintect-PI,45,Sintect-RJ,145,Sintect-RN,15,Sintect-RO,6,Sintect-RPO,15,Sintect-RR,1,Sintect-RS,55,Sintect-SC,27,Sintect-SE,7,Sintect-SJO,2,Sintect-SMA,5,Sintect-SP,139,Sintect-STS,11,Sintect-TO,13,Sintect-URA,9,Sintect-VP,11,SQUASH,1,STF,18,STJ,1,Taxa Emergencial,2,Taxa Extra,4,Taxa Homologação Importados,4,TCU,4,Tecnologia,1,Teletrabalho,1,Terceirização,8,Termo Aditivo,1,Tesouro Nacional,1,Top of Mind,2,Transferência,1,TRF,2,TRT,27,TRT10,1,TRT15,2,TRT21,2,TRT23,1,TRT3,1,TRT9,1,TSE,3,TST,25,União,2,Universitários,1,UPU,2,USPOST,1,Vale Alimentação,1,Vale Extra,1,Vale Refeição,1,Vale Transporte,4,Venda Imóveis,2,Vice-presidente,5,Vídeo,1025,Vírus,1,XIIICONTECT,1,
ltr
item
Correios do Brasil - Funcionários: Câmara decide não votar e envia ao Senado projeto que permite indicação política em estatais
Câmara decide não votar e envia ao Senado projeto que permite indicação política em estatais
Recurso que pedia votação no plenário foi rejeitado por 202 votos a 119. Com decisão, deputados abriram mão de discutir e aceleraram tramitação de texto que altera Lei das Estatais.
https://3.bp.blogspot.com/-FUGXR0QvJ64/W_5rRKCLQaI/AAAAAAAASFI/WPgYkhwBZj0USsTmju7cjERfdmk3Jm5EACLcBGAs/s320/Plenario.jpg
https://3.bp.blogspot.com/-FUGXR0QvJ64/W_5rRKCLQaI/AAAAAAAASFI/WPgYkhwBZj0USsTmju7cjERfdmk3Jm5EACLcBGAs/s72-c/Plenario.jpg
Correios do Brasil - Funcionários
http://correiosdobrasilfuncionarios.blogspot.com/2018/11/camara-decide-nao-votar-e-envia-ao.html
http://correiosdobrasilfuncionarios.blogspot.com/
http://correiosdobrasilfuncionarios.blogspot.com/
http://correiosdobrasilfuncionarios.blogspot.com/2018/11/camara-decide-nao-votar-e-envia-ao.html
true
4537349496477451586
UTF-8
Carregar todas as postagens Não encontrou nenhuma mensagem VER TUDO Leia mais Resposta Cancelar resposta Apagar Por Início PÁGINAS POSTAGENS Ver Tudo RECOMENDADOS PARA VOCÊ NOTÍCIAS SOBRE ARQUIVO BUSCA TODAS POSTAGENS Não foram encontrados resultados com a sua palavra Voltar ao inicio Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Agora mesmo 1 minuto atrás $$1$$ minutes ago 1 houra atrás $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago Mais de 5 semanas atrás Seguidores Seguir ESTE CONTEÚDO É PREMIUM Compartilhe para desbloquear Copiar todo o código Selecionar todo o código Todos os códigos foram copiados para a área de transferência Não é possível copiar os códigos / textos, por favor pressione [CTRL] + [C] (ou CMD + C com Mac) para copiar