A quem a privatização beneficia?

Nossa Constituição determina que o Estado preste serviços diretamente, podendo a iniciativa privada atuar apenas de forma complementar e suplementar

O serviço de correio já era conhecido muito antes da era cristã. Por uma razão muito simples: o homem sempre teve necessidade de comunicação, integração e aproximação. Ao olhar pelo retrovisor da história, pode-se observar que a comunicação cresce em importância e determina o desenvolvimento por proporcionar interação e integração social.

Ao longo de sua trajetória de 355 anos, de departamento público a empresa pública, de desafios e sucessos, a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos chega ao terceiro milênio como referência mundial. A grande questão é: privatizar ou não privatizar?

Com a chegada do governo Temer, discute-se com ênfase a questão das privatizações e da gestão do Estado brasileiro. Iniciado no governo Collor, e acelerado com FHC, passando por Lula e Dilma, o processo teve continuidade por meio das concessões temporais.

Segundo os defensores das privatizações, os neoliberais, essa prática é necessária para que o Estado consiga sanar suas contas e otimizar sua atuação. Os que são contrários as veem com desconforto, dado o histórico das privatizações dos anos 90, que não redundaram em resultados efetivos para a administração pública. As privatizações feitas entre 1994 e 1998 renderam R$ 78 bilhões, enquanto a dívida brasileira cresceu de US$ 60 bilhões para US$ 245 bilhões.

O principal argumento contra a privatização da ECT é que o Estado não pode abdicar de setores estratégicos da economia de interesse público, sob risco de privar a população – principalmente a desfavorecida – de serviços com qualidade imparcial. Nossa Constituição, social e democrática de Direito, determina que o Estado preste serviços diretamente, podendo a iniciativa privada atuar apenas de forma complementar e suplementar, conforme já contemplado na rede logística da ECT. Nessa direção, destaca-se que, além da entrega de cartas e encomendas, os Correios realizam grandes operações logísticas como a distribuição de livros didáticos e provas do Enem, assim como auxilia em programas de vacinação nacional e apoia atividades de internacionalização de micro e pequenas empresas.

O site dos Correios, em sua seção “Quem somos”, destaca que “a empresa realiza função de integração e de inclusão social, papel indispensável para o desenvolvimento nacional”. Margareth Pereira, autora de Os Correios e Telégrafos no Brasil, cita o ex-presidente dos Correios Egydio Bianchi: “o nosso desafio é encontrar o ponto de equilíbrio entre a visão de mercado e o atendimento às necessidades sociais”.

A estrutura e capilaridade dos Correios, proporcionando a integração e a comunicação de que dispõe o Brasil de hoje, ressaltam a capacidade logística da empresa, valores que despertam interesse do grande capital. Mas a ECT deverá continuar sua trajetória histórica de sucesso sob a administração pública. Que os nossos “representantes” não a entreguem, como fizeram com tantas e importantes empresas brasileiras de setores estratégicos. A privatização dos Correios seria um golpe na soberania nacional, tanto que poucos países permitem isso – dos 192 correios do mundo, só oito estão 100% privatizados.

Os serviços prestados pelos Correios são imprescindíveis para a população e para o desenvolvimento e integração contínua do Brasil. É essa empresa que querem privatizar. A quem isso beneficiará?

Filinto Eisenbach Neto, mestre em Estratégia Empresarial e especialista em Logística Empresarial, é professor da PUCPR, Gazeta do Povo.

COMENTÁRIOS

Nome

33 CONREP,3,AACB,1,AADC,8,Abono Pecuniário,3,ACT 2016/2017,15,ACT 2018/2019,112,ADCAP,32,Afastamentos,1,Agência,2,AGU,2,ALMG,3,Alunos,1,ANATECT,3,Anistia,2,Aplicativo,1,Aposentados,4,ARACT-SP,2,Arrombamento,2,Assaltos,13,Assédio Moral,1,Assistência Médica,1,ATAs,1,Atendente Comercial,1,Atestado,1,Atrasos,2,Azul,5,Banco Postal,23,BB,1,Benefícios,9,CADE,5,Cães,1,Cajamar,1,Calote,1,Caminhão,1,Canal Descomplica,1,Cartas,2,Carteiro,2,Carteiros,1,Casamento,1,CAT,1,CDD Polo,1,CGU,1,Chip Amarelinho,1,Clipping,1423,Concurso,2,Conselho de Administração,1,Contra a Privatização,34,Contrabando,1,Contribuição Extraordinária,1,Copa do Mundo 2018,1,Correios,265,Correios Celular,9,Correios Saúde II,2,Corte de Energia,1,CSP Conlutas,1,CTB,1,CUT,1,CVM,2,DDA,6,Déficit,1,Despacho Postal,17,Destaque,865,Diário Oficial,1,Diferencial de Mercado,1,Digital,6,Direitos dos Empregados,22,DNI,2,Estadão Conteúdo,1,Estatais,6,Exclusiva,76,FAACO,3,Falecimento,1,Fechamento,1,FEDERAÇÕES,438,FEDEX,1,FENTECT,300,FINDECT,190,Fiscalização,1,Fundos de Pensão,30,G1,1,Geral,417,GOL,1,Greve,20,Indicação,1,Informa Postalis,5,Informe Jurídico,223,Insumos,1,INTERSINDICAL,1,Joint Venture,2,Jovem Aprendiz,2,Justa Causa,1,Lançamento,1,LATAM,3,Lei das Estatais,1,Licenças,2,Licitação,2,Logística,1,Luta Unificada,34,Manuais,2,Marcos César,15,Mercado Livre,1,Metas,1,Ministério do Planejamento,1,Motociclistas,5,MPF,8,MPT,1,MTE,1,OAI,1,Operação Rizoma,3,Opinião Ecetista,1,OTT,4,Paternidade,1,Patrocínio,6,PCCS1995,2,Plano de Saúde,1,Plantão Negociação 2018/2019,19,Policia Federal,1,Portaria,2,Postal Saúde,87,Postalis,354,PostalPrev,1,Praect,2,Previc,2,Primeira Hora,175,Privatização,1,Processo,22,Professora,1,Protesto,1,Qualidade,1,Reajuste,1,Recadastramento,2,Receita Federal,3,Reclamações,2,Refém,2,Refis Postal,1,Renegociação,1,Roubo,1,Salários,1,Saúde da Mulher,1,Seguro de Vida,2,Selos,3,Série,7,Série Correios Saúde II,2,Serviços Postais,2,SEST,1,Sincort-PA,9,Sincotelba,19,Sindecteb,29,Sindicato,755,Sintcom-PR,53,Sintect-AC,17,Sintect-AL,87,Sintect-AM,5,Sintect-AP,12,Sintect-CAS,11,Sintect-CE,12,Sintect-DF,51,Sintect-ES,44,Sintect-GO,30,Sintect-JFA,2,Sintect-MA,37,Sintect-MG,19,Sintect-MS,32,Sintect-MT,24,Sintect-PB,32,Sintect-PE,28,Sintect-PI,44,Sintect-RJ,141,Sintect-RN,15,Sintect-RO,6,Sintect-RPO,15,Sintect-RR,1,Sintect-RS,54,Sintect-SC,27,Sintect-SE,7,Sintect-SJO,2,Sintect-SMA,5,Sintect-SP,129,Sintect-STS,11,Sintect-TO,13,Sintect-URA,9,Sintect-VP,11,STF,3,TCU,1,Terceirização,2,TRF,2,TRT,26,TRT10,1,TRT15,2,TRT23,1,TRT9,1,TSE,3,TST,19,União,2,Vale Transporte,2,Vídeo,976,XIIICONTECT,1,
ltr
item
Correios do Brasil - Funcionários: A quem a privatização beneficia?
A quem a privatização beneficia?
Nossa Constituição determina que o Estado preste serviços diretamente, podendo a iniciativa privada atuar apenas de forma complementar e suplementar
https://4.bp.blogspot.com/-6JwoV_Xb420/WlSLFA9fblI/AAAAAAAALbI/ugmP209TE0kSMIPX30VizYRC4UZ4RN7DACPcBGAYYCw/s320/Predio%2BCorreios.jpg
https://4.bp.blogspot.com/-6JwoV_Xb420/WlSLFA9fblI/AAAAAAAALbI/ugmP209TE0kSMIPX30VizYRC4UZ4RN7DACPcBGAYYCw/s72-c/Predio%2BCorreios.jpg
Correios do Brasil - Funcionários
http://correiosdobrasilfuncionarios.blogspot.com/2018/04/a-quem-privatizacao-beneficia.html
http://correiosdobrasilfuncionarios.blogspot.com/
http://correiosdobrasilfuncionarios.blogspot.com/
http://correiosdobrasilfuncionarios.blogspot.com/2018/04/a-quem-privatizacao-beneficia.html
true
4537349496477451586
UTF-8
Carregar todas as postagens Não encontrou nenhuma mensagem VER TUDO Leia mais Resposta Cancelar resposta Apagar Por Início PÁGINAS POSTAGENS Ver Tudo RECOMENDADOS PARA VOCÊ NOTÍCIAS SOBRE ARQUIVO BUSCA TODAS POSTAGENS Não foram encontrados resultados com a sua palavra Voltar ao inicio Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Agora mesmo 1 minuto atrás $$1$$ minutes ago 1 houra atrás $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago Mais de 5 semanas atrás Seguidores Seguir ESTE CONTEÚDO É PREMIUM Compartilhe para desbloquear Copiar todo o código Selecionar todo o código Todos os códigos foram copiados para a área de transferência Não é possível copiar os códigos / textos, por favor pressione [CTRL] + [C] (ou CMD + C com Mac) para copiar