Ecetistas defendem a empresa, os empregos e os benefícios

Reunião do Conselho de Administração dos Correios, que aconteceu hoje (05), na sede da empresa, em Brasília, debateu o resultado do Postal Saúde e proposta de modelos de prestação de assistência à saúde e a situação econômico-financeira da empresa.

A reunião do Conselho de Administração dos Correios, que aconteceu hoje (05), na sede da empresa, em Brasília, debateu o resultado do Postal Saúde e proposta de modelos de prestação de assistência à saúde e a situação econômico-financeira da empresa.

Os números apresentados pelos representantes dos Correios, são alarmantes. A proposta da direção, ao contrário de ser uma proposta que vise soluções para ampliar a rentabilidade da empresa, no entanto, é a de passar a conta dos erros de gestão e anomalias cometidas, para os cerca de 110 mil trabalhadores.

Um dos principais argumentos utilizado pela empresa é a assistência médico-odontológica estendida aos pais dos beneficiários. Segundo os dados apresentados, cerca de 43 mil funcionários têm pais e mães – ou os dois – como favorecidos pelo Plano de Saúde, o que equivale a aproximadamente 53 mil segurados.

Em relação a situação econômico-financeira dos Correios, a empresa apresentou um quadro repleto de advertências. Os diretores afirmam que, se a empresa não fosse pública, estaria em estado de insolvência. O representante do Ministério do Planejamento disse que negou o aporte de 4 bilhões solicitado pela empresa, porque não há recursos.

Gandara: situação da empresa decorre de problemas de gestão
O presidente da Federação Interestadual dos Sindicatos de Trabalhadores e Trabalhadoras dos Correios (FINDECT), José Aparecido Gimenes Gandara, afirmou que a preocupação dos trabalhadores é manter a empresa, os empregos e os benefícios.

Gandara lembrou que entre 1999 e 2015, a companhia recheou os cofres do governo com cerca de 15 bilhões de reais, o que demonstra que os Correios têm amplas condições de ser rentável e superavitário. Por isso, Gandara defendeu a busca de uma solução que não onere ainda mais os trabalhadores, tampouco joguem para eles o pagamento de uma dívida que não foi gerada por eles.

Conselheiro do Postal Saúde questiona soluções apresentadas
O conselheiro do Postal Saúde e diretor de finanças da FINDECT, Anézio Rodrigues questionou as soluções apresentadas pela empresa, que visa acabar com o benefício aos pais de funcionários e cobrar pela assistência médica.

Segundo Anézio, o Conselho frequentemente envia propostas, indicações e orientações para serem implementadas, no sentido de melhorar o serviço e a situação administrativa do Postal Saúde, mas as proposições são desconsideradas pela direção dos Correios.

Anézio Rodrigues diz, ainda, que o enxugamento do Postal Saúde tem que começar pela administração do mesmo e não pelo corte dos benefícios. “É necessário supervisionar os atendimentos e serviços prestados, pois isso também poder reduzir custos. Não podemos apenas nos limitar em comprometer a assistência médica, em detrimento de outras medidas necessárias, administrativas e de fiscalização”.

Presidente dos Correios ameaça jogar a responsabilidade pela viabilidade da empresa aos trabalhadores
Na sua fala, o presidente dos Correios Guilherme Campos elogiou a sua equipe de gestão e disse que estão desenvolvendo um trabalho brilhante para gerir a empresa, e buscar soluções para tirá-la do vermelho. Disse que tudo o que poderia ser feito, administrativamente, foi feito e está sendo feito tanto na condução da empresa, quanto no Postal Saúde.

Entretanto, em tom de advertência, disse que 2/3 dos recursos são consumidos por salários e benefícios, que levam à situação desordenada. “Não tenho nenhum problema de repetir para vocês que estou aqui por uma indicação política, que sou político, pois essa é uma empresa pública e tem que conviver com a política. Se quiserem acabar com isso, vamos privatizar a empresa. Eu topo!”, afirmou Campos.

Guilherme Campos disse que é porta-voz do Ministro Kassab e do presidente Michel Temer. “Não esperem uma ajuda do governo [para sanar os problemas da empresa] porque não vai ter, porque não há condições do governo fazer essa ajuda. Nós alertamos os trabalhadores para essa situação e nada foi feito”, disse o presidente.

Eu vou jogar e transferir toda a responsabilidade pela viabilidade da empresa a vocês representantes dos trabalhadores. Do ponto de vista administrativo, do ponto de vista de gestão nós estamos fazendo o possível. O que está emperrando é a postura de vocês [se referindo a negativa de abrir mão dos benefícios]”, ameaçou Guilherme Campos.

FINDECT defende soluções coletivas
O presidente Gandara também disse que não é possível que os trabalhadores percam seus benefícios, pois isso significará perder ainda mais salários. Ele propôs a busca de soluções conjuntas entre os Ministérios, o Congresso Nacional, os representantes dos trabalhadores e a Presidência da República. “Se o governo aceita renegociar a dívida dos Estados, por que não pode criar alternativas para renegociar e refinanciar a empresa?”, questionou Gandara.

Somos uma empresa de integração nacional, que cumpre um importante papel no desenvolvimento econômico e social de uma significativa parcela das cidades brasileiras. Em muitos lugares, a empresa é a única forma de presença do Estado. Portanto, precisamos buscar uma solução coletiva, com o consenso de que os trabalhadores tem responsabilidade com o saneamento da companhia mas, a solução deve ser solidária e coletiva”, diz Gandara.

Texto de Sônia Corrêa, correspondente da FINDECT em Brasília

COMENTÁRIOS

Nome

33 CONREP,3,AACB,1,AADC,8,Abono Pecuniário,3,ACT 2016/2017,15,ACT 2018/2019,112,ADCAP,32,Afastamentos,1,Agência,5,AGU,2,ALMG,3,Alunos,1,ANATECT,3,Anistia,2,Aplicativo,1,Aposentados,4,ARACT-SP,2,Arrombamento,2,Assaltos,17,Assédio Moral,1,Assistência Médica,1,ATAs,1,Atendente Comercial,1,Atendimento CorreiosSaúde II,1,Atestado,1,Atrasos,2,Auxílio-creche,1,Azul,5,Banco Postal,23,BB,1,Benefícios,9,CADE,5,Cães,1,Cajamar,1,Calote,1,Caminhão,1,Canal Descomplica,1,Cartas,2,Carteiro,3,Carteiros,1,Casamento,1,CAT,1,CDD Polo,1,CGU,1,Chip Amarelinho,1,Clipping,1424,Concurso,2,Conselho de Administração,1,Contra a Privatização,34,Contrabando,1,Contribuição Extraordinária,1,Copa do Mundo 2018,1,Correios,266,Correios Celular,9,Correios Saúde II,3,Corte de Energia,1,CSP Conlutas,1,CTB,1,CUT,1,CVM,2,DDA,6,Déficit,1,Despacho Postal,18,Destaque,866,Diário Oficial,1,Diferencial de Mercado,1,Digital,6,Direitos dos Empregados,22,DNI,2,Estadão Conteúdo,1,Estatais,6,Exclusiva,76,FAACO,3,Falecimento,1,Fechamento,1,FEDERAÇÕES,438,FEDEX,1,FENTECT,300,FINDECT,190,Fiscalização,1,Fundos de Pensão,30,G1,1,Geral,417,GOL,1,Greve,20,Indicação,1,Informa Postalis,5,Informe Jurídico,225,Insegurança,1,Insumos,1,INTERSINDICAL,1,Joint Venture,2,Jovem Aprendiz,2,Justa Causa,1,Lançamento,1,LATAM,3,Lei das Estatais,1,Licenças,2,Licitação,2,Logística,1,Luta Unificada,34,Manuais,2,Marcos César,15,Mercado Livre,1,Metas,1,Ministério do Planejamento,1,Motociclistas,5,MPF,8,MPT,1,MTE,1,OAI,1,Operação Rizoma,3,Opinião Ecetista,1,OTT,4,Paternidade,1,Patrocínio,6,PCCS1995,2,Plano de Saúde,1,Plantão Negociação 2018/2019,19,Policia Federal,1,Portaria,2,Postal Saúde,89,Postalis,354,PostalPrev,1,Praect,2,Prestador,1,Previc,2,Primeira Hora,175,Privatização,1,Processo,22,Professora,1,Protesto,1,Qualidade,1,Reajuste,1,Recadastramento,2,Receita Federal,3,Reclamações,2,Refém,2,Refis Postal,1,Renegociação,1,Roubo,1,Salários,1,Saúde da Mulher,1,Seguro de Vida,2,Selos,4,Série,7,Série Correios Saúde II,3,Serviços Postais,2,SEST,1,Sincort-PA,9,Sincotelba,19,Sindecteb,29,Sindicato,755,Sintcom-PR,53,Sintect-AC,17,Sintect-AL,87,Sintect-AM,5,Sintect-AP,12,Sintect-CAS,11,Sintect-CE,12,Sintect-DF,51,Sintect-ES,44,Sintect-GO,30,Sintect-JFA,2,Sintect-MA,38,Sintect-MG,19,Sintect-MS,32,Sintect-MT,24,Sintect-PB,32,Sintect-PE,28,Sintect-PI,44,Sintect-RJ,141,Sintect-RN,15,Sintect-RO,6,Sintect-RPO,15,Sintect-RR,1,Sintect-RS,54,Sintect-SC,27,Sintect-SE,7,Sintect-SJO,2,Sintect-SMA,5,Sintect-SP,129,Sintect-STS,11,Sintect-TO,13,Sintect-URA,9,Sintect-VP,11,STF,3,TCU,1,Terceirização,2,TRF,2,TRT,26,TRT10,1,TRT15,2,TRT21,1,TRT23,1,TRT9,1,TSE,3,TST,20,União,2,Vale Transporte,2,Vídeo,981,XIIICONTECT,1,
ltr
item
Correios do Brasil - Funcionários: Ecetistas defendem a empresa, os empregos e os benefícios
Ecetistas defendem a empresa, os empregos e os benefícios
Reunião do Conselho de Administração dos Correios, que aconteceu hoje (05), na sede da empresa, em Brasília, debateu o resultado do Postal Saúde e proposta de modelos de prestação de assistência à saúde e a situação econômico-financeira da empresa.
https://1.bp.blogspot.com/-qJsV5furOM4/Wa86maEsVeI/AAAAAAAAIn0/p90CrgysB0UBN338E1nNrrPER1p7o-S7ACLcBGAs/s320/Reuni%25C3%25A3o%2BPostal.jpg
https://1.bp.blogspot.com/-qJsV5furOM4/Wa86maEsVeI/AAAAAAAAIn0/p90CrgysB0UBN338E1nNrrPER1p7o-S7ACLcBGAs/s72-c/Reuni%25C3%25A3o%2BPostal.jpg
Correios do Brasil - Funcionários
http://correiosdobrasilfuncionarios.blogspot.com/2017/09/ecetistas-defendem-empresa-os-empregos.html
http://correiosdobrasilfuncionarios.blogspot.com/
http://correiosdobrasilfuncionarios.blogspot.com/
http://correiosdobrasilfuncionarios.blogspot.com/2017/09/ecetistas-defendem-empresa-os-empregos.html
true
4537349496477451586
UTF-8
Carregar todas as postagens Não encontrou nenhuma mensagem VER TUDO Leia mais Resposta Cancelar resposta Apagar Por Início PÁGINAS POSTAGENS Ver Tudo RECOMENDADOS PARA VOCÊ NOTÍCIAS SOBRE ARQUIVO BUSCA TODAS POSTAGENS Não foram encontrados resultados com a sua palavra Voltar ao inicio Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Agora mesmo 1 minuto atrás $$1$$ minutes ago 1 houra atrás $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago Mais de 5 semanas atrás Seguidores Seguir ESTE CONTEÚDO É PREMIUM Compartilhe para desbloquear Copiar todo o código Selecionar todo o código Todos os códigos foram copiados para a área de transferência Não é possível copiar os códigos / textos, por favor pressione [CTRL] + [C] (ou CMD + C com Mac) para copiar