'Corte em patrocínios afetará desempenho esportivo', admite presidente dos Correios

Na comparação com os últimos três anos, a empresa cortou em cerca de 80% os valores pagos às confederações de desportos aquáticos (CBDA), tênis (CBT) e handebol (CBHb).

Com menos dinheiro, o esporte brasileiro entregará aos seus patrocinadores resultados piores do que no ciclo olímpico passado. Quem admite isso é Guilherme Campos, presidente dos Correios. Na comparação com os últimos três anos, a empresa cortou em cerca de 80% os valores pagos às confederações de desportos aquáticos (CBDA), tênis (CBT) e handebol (CBHb).

Eu chamei as três na virada do ano e passei: ‘Acabou o patrocínio’. Mas aí negocia daqui, negocia dali, fizemos a manutenção do patrocínio às confederações com redução na ordem dos 80% dos valores. Vai comprometer o desempenho esportivo? Não tenha dúvida. Mas é melhor ter alguma coisa do que não ter nada”, ponderou Campos..

Os Correios cortaram drasticamente os patrocínios à CBDA (agora R$ 5,7 milhões ao ano), à CBT (R$ 2 milhões) e à CBHb (R$ 1,6 milhões), mas também passou a investir na confederação de rúgbi, ocupando uma cota que não é master (os valores não foram revelados). Em todos os casos, são confederações que já não deram retorno nos Jogos Olímpicos do Rio. A única medalha foi de bronze, com Poliana Okimoto, na maratona aquática.

Se fosse para levar a ferro e fogo a situação da empresa, era para acabar com todos os patrocínios. Mas ponderando a história que a empresa tem junto à esfera esportiva, a gente optou por fazer uma proposta com redução substancial. Nos Jogos do Rio, nosso resultado foi desastroso”, reconhece Campos.

O corte no patrocínio afeta diretamente a preparação dos atletas. Exemplo é o polo aquático. Os jogadores da seleção recebiam uma bolsa paga com recursos dos Correios. Quando a verba acabou, os atletas deixaram de aceitar a convocação, até porque muitos precisaram procurar outra forma de sobreviver. E o resultado disso é que, dois anos depois do bronze na Liga Mundial, o Brasil vai com um time praticamente todo amador ao Mundial de Budapeste.

Crise geral – Apesar da situação difícil que vivem os Correios, a empresa ainda tem sido bastante procurada por confederações que buscam patrocínio. Afinal, quase todo mundo está em situação delicada. Como mostrou o Olhar Olímpico em maio, a Caixa Econômica Federal cortou R$ 98 milhões de patrocínios às confederações, na comparação o ciclo passado. Já a Petrobras encerrou completamente sua política de fomento ao esporte olímpico a partir de confederações.

Com isso, as confederações de boxe, esgrima, levantamento de peso, remo, taekwondo, judô, luta e ciclismo ficaram sem patrocínio público, enquanto que as de ginástica, atletismo, handebol, desportos aquáticos, tênis, judô e vôlei até têm empresas públicas como patrocinadoras, mas com corte de recursos. O basquete ainda sonha em assinar com o Caixa.

É delegada às empresas publicas uma responsabilidade no esporte que é responsabilidade do estado: fomento, desenvolvimento e disseminação do esporte. Empresas públicas também são empresas. São só patrocinadoras, que chegam com a necessidade de cuidar da imagem, de ter veiculação comercial. A empresa precisa ter sua imagem devidamente colocada no mercado, para que se justifique por que do seu investimento”, comenta Campos.

Bradesco – Não são só as empresas públicas que estão cada vez mais distantes do esporte olímpico. As privadas também. Hoje só três confederações têm relativa tranquilidade financeira graças a patrocinadores privados: CBRu (rúgbi), CBJ (judô) e CBVela (vela). E todas elas têm como patrocinador master o Bradesco.

As nossas decisões foram baseadas em planejamento. Assinamos com as confederações que nos apresentaram os melhores projetos a longo prazo, de governança, gestão e planejamento, mostrando o que esperavam para o esporte nos próximos anos”, diz Fábio Dragone, gerente de marketing esportivo do Bradesco.

Na comparação com o ciclo olímpico passado, o banco deixou de patrocinar a CBDA e a também a Confederação Brasileira de Basquete (CBB), confederações que atingidas por escândalos recentemente. Enquanto isso, manteve o apoio a três das confederações mais são elogiadas por suas gestões. Não é coincidência.

Quem fez o dever de casa saiu ganhando. “Os contratos no mínimo se mantiveram. Com a CBJ a gente já havia renovado em 2015 até 2020. Recentemente fechamos também com rúgbi e agora com a vela. Com todas, o acordo vai até Tóquio”, afirma Dragone, sem revelar os valores envolvidos.

Ele admite que a verba de marketing esportivo da empresa, patrocinadora dos Jogos Rio-2016, sofreu grande redução após a Olimpíada, como já era esperado, mas garante que a empresa continua aberta a boas propostas. “Nossa carteira não está fechada. Estamos consolidados, isso sim. Para um, dois anos, a gente está bem resolvido. As propostas de planejamento, transparência, governança, todas elas nos interessa olhar.” (Por Demétrio Vecchioli, Uol)

COMENTÁRIOS

Nome

33 CONREP,3,AADC,7,Abono Pecuniário,3,ACT 2016/2017,15,ACT 2018/2019,6,ADCAP,15,ALMG,1,ANATECT,1,Aplicativo,1,Aposentados,1,Assaltos,2,Assédio Moral,1,ATAs,1,Banco Postal,23,Benefícios,8,Casamento,1,CDD Polo,1,CGU,1,Clipping,1290,Conselho de Administração,1,Contra a Privatização,34,Correios,237,Correios Celular,1,DDA,3,Destaque,769,Digital,6,Direitos dos Empregados,22,Estadão Conteúdo,1,Exclusiva,74,FAACO,2,Falecimento,1,FEDERAÇÕES,380,FENTECT,262,FINDECT,153,Fundos de Pensão,27,G1,1,Geral,339,Greve,18,Indicação,1,Informe Jurídico,197,Licenças,2,Luta Unificada,33,Manuais,2,Marcos César,5,Motociclistas,3,MPF,4,OAI,1,Paternidade,1,Patrocínio,6,Policia Federal,1,Postal Saúde,70,Postalis,299,Previc,1,Primeira Hora,157,Processo,21,Protesto,1,Seguro de Vida,2,Série,7,Sincort-PA,9,Sincotelba,17,Sindecteb,25,Sindicato,672,Sintcom-PR,42,Sintect-AC,13,Sintect-AL,73,Sintect-AM,4,Sintect-AP,10,Sintect-CAS,11,Sintect-CE,12,Sintect-DF,46,Sintect-ES,38,Sintect-GO,18,Sintect-JFA,2,Sintect-MA,32,Sintect-MG,15,Sintect-MS,25,Sintect-MT,23,Sintect-PB,30,Sintect-PE,25,Sintect-PI,42,Sintect-RJ,119,Sintect-RN,14,Sintect-RO,6,Sintect-RPO,14,Sintect-RR,1,Sintect-RS,48,Sintect-SC,27,Sintect-SE,7,Sintect-SJO,2,Sintect-SMA,5,Sintect-SP,113,Sintect-STS,11,Sintect-TO,12,Sintect-URA,9,Sintect-VP,9,TRT,25,TST,11,Vídeo,829,XIIICONTECT,1,
ltr
item
Correios do Brasil - Funcionários: 'Corte em patrocínios afetará desempenho esportivo', admite presidente dos Correios
'Corte em patrocínios afetará desempenho esportivo', admite presidente dos Correios
Na comparação com os últimos três anos, a empresa cortou em cerca de 80% os valores pagos às confederações de desportos aquáticos (CBDA), tênis (CBT) e handebol (CBHb).
https://2.bp.blogspot.com/-WHW9keDK-h8/WVtk0-CIAVI/AAAAAAAAHuE/w_4c6rGjNG4XTlY8CqbXp5W94Ocnn1SWwCLcBGAs/s320/Patroc%25C3%25ADnio_Correios.jpg
https://2.bp.blogspot.com/-WHW9keDK-h8/WVtk0-CIAVI/AAAAAAAAHuE/w_4c6rGjNG4XTlY8CqbXp5W94Ocnn1SWwCLcBGAs/s72-c/Patroc%25C3%25ADnio_Correios.jpg
Correios do Brasil - Funcionários
http://correiosdobrasilfuncionarios.blogspot.com/2017/07/corte-em-patrocinios-afetara-desempenho.html
http://correiosdobrasilfuncionarios.blogspot.com/
http://correiosdobrasilfuncionarios.blogspot.com/
http://correiosdobrasilfuncionarios.blogspot.com/2017/07/corte-em-patrocinios-afetara-desempenho.html
true
4537349496477451586
UTF-8
Carregar todas as postagens Não encontrou nenhuma mensagem VER TUDO Leia mais Resposta Cancelar resposta Apagar Por Início PÁGINAS POSTAGENS Ver Tudo RECOMENDADOS PARA VOCÊ ARTIGO ARQUIVO BUSCA TODAS POSTAGENS Não foram encontrados resultados com a sua palavra Voltar ao inicio Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Agora mesmo 1 minuto atrás $$1$$ minutes ago 1 houra atrás $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago Mais de 5 semanas atrás Seguidores Seguir ESTE CONTEÚDO É PREMIUM Compartilhe para desbloquear Copiar todo o código Selecionar todo o código Todos os códigos foram copiados para a área de transferência Não é possível copiar os códigos / textos, por favor pressione [CTRL] + [C] (ou CMD + C com Mac) para copiar