Correios Celular terão aparelhos à venda nas agências, afirma Guilherme Campos

O presidente dos Correios, Guilherme Campos, já negocia com os principais fabricantes de aparelhos celular para vender os celulares em todas as agências da empresa. E em seu plano de reestruturação, para acabar com o prejuízo de mais de dois bilhões ainda neste ano, pretende reposicionar a empresa para o competitivo mercado de encomendas e aproveitar a capilaridade das agências para transformá-las em balcão serviços de entrega de documentos do governo para a população, como carteira de trabalho, passaportes, etc.

As agências dos Correios vão vender em breve aparelhos de celular, além dos chips do serviço pré-pago de sua nova operadora de telefonia móvel, que pretende estar presente em mais de três mil municípios brasileiros até o final deste ano. O presidente dos Correios, Guilherme Campos, nessa entrevista ao Tele.Síntese faz um balanço dos desafios de suas gestão, e avisa que pretende tirar o prejuízo da empresa (de mais de R$ 2 bilhões) ainda em 2017.

TELE.SÍNTESE: Qual a vantagem competitiva do Correios Celular, se é apenas pré-pago?

GUILHERME CAMPOS: Correios Celular é um produto muito simples de ser explicado. A presença física que dá muita credibilidade. E,  na operação, a cada chamada você tem um retorno de qual  é seu saldo restante. Transparência na relação com os clientes.

TELE.SÍNTESE: Esse serviço, para os Correios, do ponto de vista financeiro, é importante?

GUILHERME CAMPOS: É um produto importante, que tem agregado ao portfólio da empresa. Não é a solução para todos os problemas dos Correios, mas é um produto muito interessante e que nos ajuda nesse processo de reposicionamento da empresa, na busca da rentabilidade e de resultados. Nós já estamos colhendo um ganho marginal, e deu uma  rejuvenescida na marca muito grande.

TELE.SÍNTESE: Vocês  financiam aparelho de celular?

GUILHERME CAMPOS: Ainda não.

TELE.SÍNTESE: Mas pensam em fazer?

GUILHERME CAMPOS : Sim. Vamos vender aparelhos nas agências. Também me perguntei porque a gente não começa a usar o Correios Celular nas nossas atividades aqui da companhia. Aí descobri que não poderia, porque são licitação distintas.

TELE.SÍNTESE: Para vender o aparelho tem que ter uma negociação boa com o fabricante.

GUILHERME CAMPOS : Já recebi vários interessados.

TELE.SÍNTESE: Vai conseguir um preço igual ao das grandes teles, que compram centralizado para o mundo todo?

GUILHERME CAMPOS: Opa! Tenho recebido preços bem interessantes.

TELE.SÍNTESE: Imagina chegar a 500 mil usuários de celular ?

GUILHERME CAMPOS: Em doze meses.

TELE.SÍNTESE: Março do ano que vem (2018)?

GUILHERME CAMPOS: Isso!

TELE.SÍNTESE: Depois de um ano o sr. imagina já estar vendendo aparelhos?

GUILHERME CAMPOS: Acho que antes disso.

TELE.SÍNTESE: A empresa  está com uma dívida muito grande

GUILHERME CAMPOS : Os Correios no Brasil deixaram de se preparar e de se atualizar para esse mundo aonde não tem mais papel. Os Correios no Brasil não fizeram a lição de casa há pelo menos dez anos.

TELE.SÍNTESE: O que o pretende com os Correios? Que  tenha rentabilidade e que não precise de orçamento federal?

GUILHERME CAMPOS:  Ele nunca teve orçamento federal. Nunca teve!

TELE.SÍNTESE: Mas hoje tem um prejuízo de dois bilhões. Quem paga?

GUILHERME CAMPOS: A empresa.

TELE.SÍNTESE:  Ela se endivida para poder pagar o prejuízo?

GUILHERME CAMPOS: Ainda não chegou a se endividar.

TELE.SÍNTESE: Parece que essa nova estratégia para os Correios é que  passe a prestar serviços para o governo. Seria a mesma exclusividade reivindicada, por exemplo, pela Telebras, que não precisa disputar licitação para prestar esses serviços?

GUILHERME CAMPOS: Estamos falando coisas distintas. O governo precisa se relacionar com o cidadão. Ele não precisa criar nenhum balcão para fazer esse atendimento ao cidadão. Pode usar os Correios, que já estão aí.

TELE.SÍNTESE: E como é que está avançando essa negociação? Estão negociando com o planejamento? Ministério por Ministério?

GUILHERME CAMPOS: Isso é tão importante, que na reestruturação que realizamos, foi destinada uma vice-presidência para tratar do assunto,  que é a de negócios de setor público. E é ela que vai cuidar disso.

TELE.SÍNTESE: Como é o novo Correios que  está imaginado?

GUILHERME CAMPOS: Um modelo de prioridade de negócios, saindo de um modelo anterior, funcional. O nosso momento é para reduzir custos, utilizar processos, sinergia entre as áreas, fazer um enxugamento para poder ter novamente resultados para o futuro. Uma migração de curto prazo cada vez maior, saindo do mundo do monopólico postal e entrando no mundo concorrencial, que é a encomenda. E agregando com outras atividades que possam ser potencializadas pelas características dos Correios.

TELE.SÍNTESE: Em relação ao enxugamento, tem enxugamento de pessoal?

GUILHERME CAMPOS: Tem. Já fizemos o PDI, que está aquém da  nossa necessidade.  Estamos avalizando a possibilidade da vinda de mais um PDI. Uma última chance para quem quiser aproveitar o PDI e sair da empresa, porque o próximo passo é demissão motivada. Porque nós estamos muito apertados mesmo.

TELE.SÍNTESE: Pretende sair do prejuízo em quantos anos?

GUILHERME CAMPOS: Nosso planejamento é estar no azul ainda este ano.

TELE.SÍNTESE: Porque precisa estar no azul ainda este ano?

GUILHERME CAMPOS: Porque a nossa situação como empresa,  como estatal independente, não aguenta mais um ano na situação de prejuízo continuado que estamos passando. Simples assim!

TELE.SÍNTESE: E qual é sua avaliação sobre o Banco Postal?

GUILHERME CAMPOS: O modelo do banco postal não é dos Correios, é do Banco do Brasil e o Banco do Brasil não dá uma atenção com tanto carinho para o banco postal como ele dá para ele mesmo.

TELE.SÍNTESE: Tinha um problema, não sei se existe mais, em relação ao transporte aéreo. Foi resolvido?

GUILHERME CAMPOS: Transporte aéreo é um dos problemas a serem resolvidos. A definição da base aérea remonta o tempo de transporte da correspondência e não do transporte de encomenda. É necessária  uma readequação  do transporte aéreo.

TELE.SÍNTESE: Alguma ideia de abrir o capital dos Correios?

GUILHERME CAMPOS:Essa  é uma questão de Estado. Quem pode responder a  essa pergunta é o Michel Temer

TELE.SÍNTESE: Já foi discutido isso?

GUILHERME CAMPOS: Não.

Por Miniam Aquino, Telesíntese

COMENTÁRIOS

Nome

33 CONREP,3,AADC,7,Abono Pecuniário,3,ACT 2016/2017,15,ACT 2018/2019,8,ADCAP,15,ALMG,1,ANATECT,1,Aplicativo,1,Aposentados,1,Assaltos,2,Assédio Moral,1,ATAs,1,Banco Postal,23,Benefícios,8,Casamento,1,CDD Polo,1,CGU,1,Clipping,1291,Conselho de Administração,1,Contra a Privatização,34,Correios,237,Correios Celular,1,DDA,3,Destaque,772,Digital,6,Direitos dos Empregados,22,Estadão Conteúdo,1,Exclusiva,74,FAACO,2,Falecimento,1,FEDERAÇÕES,382,FENTECT,263,FINDECT,154,Fundos de Pensão,27,G1,1,Geral,340,Greve,18,Indicação,1,Informe Jurídico,197,Licenças,2,Luta Unificada,33,Manuais,2,Marcos César,6,Motociclistas,3,MPF,4,OAI,1,Paternidade,1,Patrocínio,6,Policia Federal,1,Postal Saúde,70,Postalis,300,Previc,1,Primeira Hora,157,Processo,21,Protesto,1,Seguro de Vida,2,Série,7,Sincort-PA,9,Sincotelba,17,Sindecteb,25,Sindicato,674,Sintcom-PR,42,Sintect-AC,14,Sintect-AL,73,Sintect-AM,4,Sintect-AP,10,Sintect-CAS,11,Sintect-CE,12,Sintect-DF,46,Sintect-ES,38,Sintect-GO,18,Sintect-JFA,2,Sintect-MA,32,Sintect-MG,15,Sintect-MS,25,Sintect-MT,23,Sintect-PB,30,Sintect-PE,25,Sintect-PI,42,Sintect-RJ,119,Sintect-RN,14,Sintect-RO,6,Sintect-RPO,14,Sintect-RR,1,Sintect-RS,48,Sintect-SC,27,Sintect-SE,7,Sintect-SJO,2,Sintect-SMA,5,Sintect-SP,115,Sintect-STS,11,Sintect-TO,12,Sintect-URA,9,Sintect-VP,9,TRT,25,TST,11,Vídeo,830,XIIICONTECT,1,
ltr
item
Correios do Brasil - Funcionários: Correios Celular terão aparelhos à venda nas agências, afirma Guilherme Campos
Correios Celular terão aparelhos à venda nas agências, afirma Guilherme Campos
O presidente dos Correios, Guilherme Campos, já negocia com os principais fabricantes de aparelhos celular para vender os celulares em todas as agências da empresa. E em seu plano de reestruturação, para acabar com o prejuízo de mais de dois bilhões ainda neste ano, pretende reposicionar a empresa para o competitivo mercado de encomendas e aproveitar a capilaridade das agências para transformá-las em balcão serviços de entrega de documentos do governo para a população, como carteira de trabalho, passaportes, etc.
https://2.bp.blogspot.com/-YZoP18SyujM/WV0T8JRuqeI/AAAAAAAAHwM/_KaYDdckptkkzkJfRAK0TlDhNC4LulAKACLcBGAs/s320/GC.jpg
https://2.bp.blogspot.com/-YZoP18SyujM/WV0T8JRuqeI/AAAAAAAAHwM/_KaYDdckptkkzkJfRAK0TlDhNC4LulAKACLcBGAs/s72-c/GC.jpg
Correios do Brasil - Funcionários
http://correiosdobrasilfuncionarios.blogspot.com/2017/07/correios-celular-terao-aparelhos-venda.html
http://correiosdobrasilfuncionarios.blogspot.com/
http://correiosdobrasilfuncionarios.blogspot.com/
http://correiosdobrasilfuncionarios.blogspot.com/2017/07/correios-celular-terao-aparelhos-venda.html
true
4537349496477451586
UTF-8
Carregar todas as postagens Não encontrou nenhuma mensagem VER TUDO Leia mais Resposta Cancelar resposta Apagar Por Início PÁGINAS POSTAGENS Ver Tudo RECOMENDADOS PARA VOCÊ ARTIGO ARQUIVO BUSCA TODAS POSTAGENS Não foram encontrados resultados com a sua palavra Voltar ao inicio Domingo Segunda Terça Quarta Quinta Sexta Sábado Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Jan Fev Mar Abr Maio Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Agora mesmo 1 minuto atrás $$1$$ minutes ago 1 houra atrás $$1$$ hours ago Ontem $$1$$ days ago $$1$$ weeks ago Mais de 5 semanas atrás Seguidores Seguir ESTE CONTEÚDO É PREMIUM Compartilhe para desbloquear Copiar todo o código Selecionar todo o código Todos os códigos foram copiados para a área de transferência Não é possível copiar os códigos / textos, por favor pressione [CTRL] + [C] (ou CMD + C com Mac) para copiar